História simplesmente Maravilhosa e emocionante! CONTEÚDO ANDA Pássaro mostra diariamente sua gratidão à mulher que salvou sua vida

Dina Theissen encontrou Gracie deitado perto de uma árvore próxima à porta dianteira quando ele tinha apenas alguns dias de vida. Ele era tão pequeno que ela desconhecia à qual espécie de pássaro ele pertencia

Pássaro e filha de Dina Theissen

Após procurar aconselhamento de um centro de resgate de animais selvagens, ela deixou Gracie onde estava e esperou para ver se a mãe dele retornaria, mas isso nunca aconteceu. Sabendo que o gaio-azul provavelmente não sobreviveria se fosse deixado sozinho, Theissen e sua família receberam Gracie em sua casa.

A família decidiu manter Gracie no terraço enquanto ele crescia e se recuperava para que o pássaro pudesse se habituar à paisagem e aos sons do mundo ao seu redor antes de ser finalmente libertado novamente na natureza.

Conforme ele melhorava a cada dia, seu vínculo com a família também se fortalecia. Theissen, seu marido e sua filha passaram horas com Gracie, ajudando-o a aprender gradualmente a ser um pássaro. “Um vínculo indestrutível foi construído nesse terraço, a partir das infinitas horas que Gracie e eu passamos juntos”, disse Theissen ao The Dodo.

“Após algum tempo, eu o observei notando os insetos voando e nos tornamos uma ótima equipe para forragear. Foi incrível vê-lo obter êxito de uma forma tão notável. Eu era sua mãe em todos os sentidos”, acrescentou.

Depois de quatro semanas, a família tentou libertar Gracie na natureza, mas, inicialmente, ele não queria ir.

Pássaro e Dina

“Uma semana e meia depois, ele reuniu sua coragem, voou para a árvore e começou a explorar seu belo mundo. Não foi fácil para nós, mas esse era nosso objetivo final e sabíamos que era o melhor “, ressaltou Theissen.

Depois de cinco semanas e meia, Gracie finalmente estava na natureza – mas ele voltou para visitar a família no dia seguinte. Desde então, diariamente, há quase dois anos e meio, Gracie retorna ao local e brinca com a família que o salvou e criou.

Às vezes, o pássaro gosta de brincar com seus brinquedos antigos durante as visitas, como miçangas e lagartos de plástico e, em outras vezes, gosta de simplesmente empoleirar-se e chilrear, desfrutando da companhia de sua família.

Em algumas ocasiões, suas visitas duram apenas alguns minutos, pois Gracie é um pássaro muito curioso e ainda tem muito o que explorar no mundo. Porém, quando a tragédia atingiu a família, as visitas dele ficaram um pouco mais longas e eram muito mais importantes.

Depois que Theissen foi diagnosticado com câncer de ovário, Gracie ia vê-la e simplesmente se sentar com ela no momento em que ela mais precisava disso.

Pássaro na residência da família

Quando ela chegou após sua primeira cirurgia de emergência, Gracie voou pela porta dos fundos e foi até a cadeira de Theissen para lhe confortar, o que a ajudou a acreditar que tudo ficaria bem. Gracie ajudou a família inteira a permanecer positiva e esperançosa durante um período tão difícil e eles sempre serão extremamente agradecidos a ele por isso.

“Posso dizer honestamente que, sem a presença de Gracie durante esse período, as coisas teriam sido muito diferentes, emocionalmente para mim e até para Alyssa e Ken também. Ele nos ajudou de formas que uma pessoa só consegue sentir, mesmo que não sejam totalmente explicadas”, contou Theissen.

Felizmente, Theissen está em remissão, mas Gracie ainda retorna para ver a família todos os dias. Desde que foi resgatado, ele teve quatro ninhadas de filhotes, mas apesar de ter iniciado uma família, ele nunca esqueceu seus primeiros familiares. Ele deve sua vida a eles e agora simplesmente está retribuindo o favor, lembrando-os sempre o quanto significam para ele.

Fonte: ANDA

***

Esta história deixou-me maravilhado e emocionado.
Os animais não-humanos dão-nos lições incríveis!

Mário Amorim

 

 

 

Anúncios