Damanhur – Para a cultura da PAZ

http://www.damanhur.org/

Anúncios

Do you want to discover Destination Damanhur?

Não poderia deixar de partilhar este vídeo muito recente aqui no meu blog!

“Damanhur is a project that belongs to the world. Together, we have founded Damanhur. We have invested our lives here, and we feel like the parents of this being who is so special, and so delicate and strong at the same time. However, we clearly feel in our hearts and in our minds that Damanhur is ever more a heritage that goes beyond what we have created so far. It is a dream that needs new parents and new children in order to grow.

This is an invitation.

Come to Damanhur, and while you are here on this magical land, take time to perceive within and sense the signs of a connection that you may already have with this place, with a mission that you could have already chosen, in other points in time and space.

It may be that you will reawaken ancient memories of the past, or perhaps, for the first time, you could discover a world that resonates with your expectations and ideals. In a world that is already real… A world that has been built by everyone’s hands and hearts. A world that, today, as always, wants to change for the better.

More information on Destination Damanhur you can find here: http://ow.ly/UeDC4
And on related programs Aminè, 10 days of discovering Damanhur: http://ow.ly/UeDSC
and 3 months of living Damanhur: http://ow.ly/UeEf3

Let’s face this challenge called life together!”

http://www.damanhur.org

Premio de las Naciones Unidas

Un reconocimiento como modelo de sociedad sostenible

En 2005, el Foro Global de Asentamientos Humanos de las Naciones Unidas (ONU) otorgó a Damanhur, Federación de Comunidades, el reconocimiento de Modelo de Sociedad Sostenible. El premio lo recibió en Shen-Zen, China, Bisonte Quercia (Antonio Nigro), el entonces alcalde de la localidad de Vidracco, gobernado por una junta de damanhurianos.

El Foro Global de Asentamientos Humanos (ONU) dice:

“Damanhur se merece este premio. Fundada a principios de los años setenta, la Federación de Damanhur, en Italia, es ahora un centro reconocido internacionalmente por la investigación artística, ecológica, espiritual y social. Damanhur es una eco-sociedad, una federación de comunidades y eco-aldeas formada por veinte pequeñas comunidades. Una característica especial es su conexión con las ciudades y los pueblos de los alrededores. (…)

Damanhur tiene un sistema económico y comercial bien organizado, habilidades tecnológicas en el uso de las energías renovables, hace casas en bioconstrucción y presta gran atención a la educación.

¡Enhorabuena!”

Marc Merson
Director del Programa Internacional
ONU Foro Mundial de Asentamientos Humanos

Fonte: Damanhur.org

ESPIRITUALIDADE Uma comunidade alternativa

A-G

ESOOO

MOEDA

“Sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade”, já dizia Raul Seixas, que também compôs “Sociedade Alternativa” uma ideologia de vida que ele defendia e em que acreditava. A mesma visão de vida tinha Falco Oberto Airaudi, nascido em 1950 em Balangero, perto de Turim, na Itália, e que morreu no ano passado. Ele acreditou tão fortemente em seus sonhos que foi capaz de envolver muitas outras pessoas e fazê-las sonhar também.

Falco fundou em 1975 a Federação de Damanhur, ecossociedade com a sua própria estrutura social e política. Um centro de pesquisa espiritual, artístico e social conhecido em todo o mundo e cuja filosofia é baseada na ação, no otimismo e na ideia de que cada ser humano vive para deixar algo de si para os outros e contribuir para o crescimento e evolução de toda a humanidade.

Os objetivos do Damanhur são: a liberdade e o despertar do ser humano como um princípio divino, espiritual e material; a criação de um modelo de vida baseado em princípios éticos de convivência com amor; a integração harmoniosa e a colaboração com todas as forças ligadas à evolução da humanidade.

Desde 1998 Damanhur é membro do Global Eco-villages Network, organização não governamental formada por comunidades e centros de investigação para apoiar e incentivar a evolução dos assentamentos sustentáveis em todo o mundo.

“Atualmente 600 pessoas vivem dentro da comunidade e 400 em seu entorno. Gente de todo o mundo vem para Damanhur para participar de um projeto de três meses chamado Vida Nova. Elas vivem em um núcleo chamado damanhurian e participam da vida comunitária que incentiva a criação de um modelo social baseado na solidariedade, com respeito ao próximo e ao meio ambiente e à partilha de valores éticos e espirituais”, explica Martina Grosse Burlage, que na comunidade adotou o nome de Macaco Tamerice.

Desde 1993 vivendo como cidadã na Federação de Damanhur, Macaco explica que a escolha de nome de animais e plantas é uma forma de expressar a proximidade com a natureza. “Cada damanhurian escolhe o nome de um animal ou criatura mitológica como primeiro nome e uma planta como segundo nome, é parte de um jogo. O nome não é simplesmente dado, mas conquistado”, diz Macaco, que exerce o cargo de relações internacionais e presidente da Global Ecovillage Network, cantora de jazz na Europa, no Japão e no Canadá, há mais de 20 anos.

Damanhur oferece várias possibilidades para os cidadãos de acordo com o nível de compromisso que cada pessoa escolhe. Há quem opte por viver em tempo integral dentro da comunidade e aqueles que estão ligados ao projeto, mas vivem fora.

Os que desejam vivenciar o espírito comunitário moram em grandes casas com um núcleo formado por 20 pessoas. Na mesma casa há casais, solteiros, filhos, jovens e idosos. A ideia é a troca de experiências entre todos os diferentes grupos etários.

Todo mundo tem seu próprio espaço pessoal e compartilha com os outros as áreas comuns, como cozinha, salas de reuniões, jardins.

A comunidade está inserida em uma reserva florestal com campos agrícolas, áreas residenciais, oficinas de artes, estúdios de artesanato, empresas e fazendas.

“Em Damanhur cada ser humano tem uma origem divina. Nossa tarefa é recuperar a memória e a consciência desse estado primordial. A humanidade é parte de um complexo ecossistema que inclui plantas, animais, terra e várias forças espirituais, e cada parte é uma manifestação de uma força que permeia tudo, um estado chamado de ‘Deus’”, define Macaco.

Fonte: O tempo