CONTEÚDO ANDA Crueldade na TV: emissora transmite caça de leões e elefantes

O acionista maioritário do clube de futebol Arsenal, Stan Kroenke, foi criticado após lançar de uma nova emissora de tele

visão no Reino Unido que transmitirá programas regulares de caça que incluem o assassinato de elefantes, leões e outras espécies africanas vulneráveis

My Outdoor TV [MOTV] foi revelado no Reino Unido na Game Fair e descrito como a “Netflix do mundo da caça “.

Um dos canais mostra um elefante sendo baleado

Serão exibidos programas que seguem caçadores em todo o mundo, principalmente na África, onde há viagens de caça que geram uma grande lucratividade, nas quais são usadas várias maneiras para matar animais selvagens, como arco e flechas e armas.

A emissora é propriedade do Outdoor Sportsman Group, parte do Kroenke Sport Entertainment, e já foi exibido ao vivo nos Estados Unidos. O lançamento do Reino Unido visa difundir a audiência do extremo horror em países de língua inglesa.

Um dos programas mostra um apresentador atirando em um elefante africano criticamente ameaçado antes que o animal avance sobre ele. Mais dois tiros são ouvidos antes que o elefante caia no chão e morra.

Outro show, chamado Dark Continent Quest, retrata a caçadora Jana Waller matando animais com arco e flecha em viagens ao redor do mundo. Um episódio mostra Waller assassinando um antílope na África do Sul e a flecha atinge o animal antes que ele possa escapar. Waller e seu guia, John Faul, esperam que ele sangre até morrer antes de se aproximarem.

“É um bom tiro. Definitivamente, alguns fígados e alguns pulmões atingidos “, diz Faul em uma declaração completamente cruel e covarde enquanto o animal ainda está vivo. Em seguida, ele segura os chifres do animal.

O canal ficará disponível por US$ 9,99 ao mês e despertou intensa revolta devido ao seu conteúdo. Ativistas pelos direitos animais têm pressionado por sua proibição.

Vários animais são vitimas dos caçadores

Um porta-voz da MOTV defendeu os programas argumentando que eles só mostrarão “caças éticas”, como se houvesse alguma ética em exterminar vidas inocentes.

Muitos dos apresentadores que participam das caças também se descrevem como “conservacionistas”, apesar dos métodos brutais e gráficos de assassinar os animais. Os críticos classificaram as transmissões iniciais como doentias. Ainda assim, Barr afirmou que não ocorrerá censura, conforme informa o Independent.

Philippa King, diretora de operações da League Against Cruel Sports, explicou que o dinheiro gerado pela caça de “troféus” não é para a proteção de espécies ameaçadas de extinção.

“Estamos vivendo em um mundo aonde a maioria das pessoas pode ver o quão brutal e vergonhosa é a caça de ‘troféu’, mas o líder do Arsenal escolhe lançar seu canal de TV doentio no Reino Unido”, disse King ao The Times.

“A maioria das pessoas não concorda que a caça de ‘troféu’ é ética de alguma forma e os estudos desconsideraram as alegações de que a maior parte do dinheiro sangrento se destina a apoiar a proteção. Não tenho certeza de como um idiota com uma arma contra um elefante é uma perseguição justa. O Sr. Kroenke poderia fazer um grande favor ao mundo ao parar de vender esse tipo de TV doentia e concentrar-se em ajudar os animais que ele aparentemente gosta de ver mortos”, concluiu.

Para agravar o horror, o canal terá vários programas de tutoriais de caça e tiroteio e programas de culinária com receitas com os animal mortos, assim como programas de pesca e armas.

Fonte: ANDA

Anúncios