Laurent tem 8 anos, acabou o secundário e vai para a universidade

Resultado de imagem para albert einstein

Não tenho qualquer duvida de que Laurent é uma criança Cristal.

Por exemplo estas características: “Diferentes dos outros

Os pais de Laurent garantem que cedo perceberam que o filho era diferente dos outros meninos. À televisão RTBF o pai explicou: “Para ele era difícil brincar com as outras crianças. Fica a observar o que se passava. Fazia as coisas de forma diferente. Não sabia o que fazer com os brinquedos”. Estas características
são características de uma criança Cristal.
Aliás, Albert Einstein era Cristal. Miguel Angelo; Nicolau Nasoni; Aristóteles, também eram Cristal. E muitos outros grandes seres humanos da história da humanidade, eram Cristal.

Mário Amorim


Para Laurent Simons como para muitos alunos, as aulas são muitas vezes aborrecidas. Mas no caso deste rapaz belga de oito anos o motivo não é aquele em que está a pensar. “Por vezes os outros alunos demoravam muito a responder, por isso eu respondia por eles”, explicou ao microfone da rádio VRT.

A verdade é que apesar de ter apenas 8 anos, Laurent acaba de completar o secundário – fez os seis anos em ano e meio – e, passados os dois meses de férias que se prepara para gozar, vai dar entrada na universidade.

Nascido em Ostende, Lauren tem um QI de 145 – o patamar do génio está nos 140 e, para termos um ponto de comparação Einstein e Stephen Hawking tinham ambos um QI de 160. Na Bélgica os números mostram que 2,5% da população tem “alto potencial”, ou seja um QI acima dos 130.

Diferentes dos outros

Os pais de Laurent garantem que cedo perceberam que o filho era diferente dos outros meninos. À televisão RTBF o pai explicou: “Para ele era difícil brincar com as outras crianças. Fica a observar o que se passava. Fazia as coisas de forma diferente. Não sabia o que fazer com os brinquedos”.

Hoje, a Matemática é a sua disciplina favorita, mas ainda não sabe o que quer ser quando for grande. Cirurgião, astronauta, foram profissões que o interessaram. Agora, está virado para os computadores. “Mas se ele amanhã decidir que quer ser carpinteiro, não temos problemas com isso. Desde que ele seja feliz”, garante o pai à RTBF.

O próprio Laurent explica: “A minha disciplina favorita é a Matemática. Porque é muito vasta. Há estatística, álgebra. Há muitos caminhos”.

Fonte: DN