RECEPÇÃO AO CALOIRO NA COVILHÃ É UM COCKTAIL DE PARVOÍCE, CRUELDADE E MUITA IGNORÂNCIA

A indignidade conspurca uma iniciativa que devia ser superior, mas está abaixo de lixo.

A inferioridade mental dos organizadores desta recepção a caloiros é extra-ordinária, a não ser que tenhamos percebido mal…

Uma garraiada? Com quem? Com os “garraios” que entram pela primeira vez na universidade?

Se é… retiro o que disse.

PARVOÍCE NA COVILHÃ.jpg

Este cartaz diz da imbecilidade do evento: basta reparar na figurinha patética e seus acessórios…

É que “garraios” não são apenas bovinos bebés.

Em sentido figurado “garraio” significa: caloiro, caloira, novato, novata.

Se os “senhores doutores” garraiarem caloiros e caloiras dentro de uma arena, nada a objectar.

Se esses “garraios” forem bovinos, fiquem a saber que na arena entrará um bando de cobardes, para maltratar seres vivos, ainda bebés, o que configuraria um crime se, em Portugal, os bovinos pertencessem ao Reino Animal. Como são considerados ervas daninhas, há que torturá-los para entreter broncos.

“Universitários” da Covilhã… podem fazer as vossas malinhas, e regressem às vossas terrinhas, porque estão a perder o vosso tempo e dinheiro: nunca chegarão a ser verdadeiramente cultos.

A ignorância e a estupidez ficarão marcadas na vossa pele, como uma tatuagem, se colocarem os pés numa arena para torturarem bovinos ainda bebés.

Que cobardia! Que baixeza de carácter!

Fonte: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/recepcao-ao-caloiro-na-covilha-e-um-480833

Anúncios