CONTEÚDO ANDA Cerca de 300 ursos são assassinados por caçadores em apenas 2 dias nos EUA

Born Free USA, Twitter

Pelo menos 281 ursos negros já foram assassinados nos dois primeiros dias da caça aos ursos de New Jersey (EUA) e eles morreram após serem atingidos com flechas.

Pela primeira vez em décadas, a temporada de caça que ocorre entre os dias 10 e 15 de outubro (há também uma caça anual em dezembro) permitiu o uso de arcos e flechas para matar os animais.

O Departamento de Proteção Ambiental de New Jersey (DEP) anunciou que durante os três primeiros dias, a caça é realizada apenas dessa forma. Nos últimos três dias, os assassinos estão autorizados a atirar nos ursos com rifles.

Ativistas pelos direitos animais criticam essa prática repugnante e perturbadora: “Permitir que os ursos sejam mortos com arcos e flechas tem um potencial ainda maior do que as armas de fogo de provocar  lesões dolorosas e mortes lentas e agonizantes”, disse ao The Dodo Jennifer Place, associada a um programa da Born Free dos EUA.

Born Free USA, Twitter

“No início desta temporada de caça, mais de 200 ursos foram mortos em apenas um dia por meio deste método brutal. Ursos gravemente feridos podem sofrer por dias ou até mesmo semanas antes de morrerem”, acrescentou.

Ainda assim, o DEP argumentou em um comunicado para a imprensa que a “adição da temporada de caça no outono irá ajudar a alcançar a meta de população sustentável de ursos e reduzir o potencial de interações com pessoas.”

Porém, os ursos negros quase nunca atacam as pessoas. “A maioria dos encontros com ursos negros que terminaram mal ocorreram dessa forma porque os ursos foram surpreendidos ou as pessoas agiram de forma ameaçadora”, declarou a Born Free.

Infelizmente, o DEP acredita que há apenas uma maneira de lidar com os ursos negros: assassinando-os. Além disso, os regulamentos da caça, aparentemente, não oferecem regras ou proteções para as mães e seus filhotes.

“É simplesmente inconcebível que os caçadores recebem autorização para matar filhotes e ursas com filhotes. Matar uma mãe apenas condena seus filhotes à predação ou à fome, a menos que eles sejam mortos por caçadores também”, declarou Place.

Nota da Redação: A caça é uma das formas mais brutais e escancaradas de especismo e crueldade contra animais não-humanos. É abominável ver ursos sendo perseguidos e assassinados de formas tão primitivas e hediondas sob o pretexto de controle populacional para supostamente evitar conflitos com humanos. O responsável pelas interações negativas é o próprio homem que invade os habitats dos animais e continua agindo de maneira desumana ao incentivar esta covardia.

Fonte: ANDA

Anúncios