DE FORCADOS SÓ PODEMOS ESPERAR VIOLÊNCIA E COBARDIA NAS ARENAS DE TORTURA E FORA DELAS, E DA RTP UM PÉSSIMO SERVIÇO PÚBLICO

Foi o que aconteceu, ontem, na Praia de Mira, onde se praticou a tortura de belos bovinos, com a cumplicidade dos autarcas… e do clubezinho que a organizou.

Uma autêntica selvajaria… (felizmente) para um público escasso, como era de prever.

Praia de Mira classificada abaixo de lixo!

Neste vídeo (abram o link abaixo) pode ver-se claramente os forcados dentro de um carro a investir contra os manifestantes.

Estando habituados a atacar cobardemente touros moribundos, dentro das arenas, estes fulanos agiram violentamente como é do instinto deles.

São cobardes e violentos por natureza.

O último que fala MENTIU. Ninguém tocou no carro, como, aliás, se viu. E um forcado tapou a cara. De vergonha? Bem… pelo menos teve um rasgo de qualquer coisa…

 

Pois é para sentir vergonha!

 

O condutor do automóvel que investiu, garante que lhe partiram o espelho retrovisor. Pois foi. É a prova da investida. O carro chegou a abalroar uma manifestante, e com o embate o retrovisor partiu-se.

 

Esta foi, sem dúvida uma manifestação importante, que fez estragos nas hostes tauricidas.

Não se evitou a selvajaria. Mas o mundo vai ficar a saber quem são os maus selvagens e os cobardes. E isso já importante.

Mas agora o principal é não deixar esta gente impune.

Os forcados investiram um automóvel contra os manifestantes. Há provas.

Têm de ser chamados à Justiça.

Se não forem, é porque a Justiça em Portugal não funciona.

Estava lá a GNR.

***

Agora atente-se no depoimento de um abolicionista que esteve presente nesta manifestação (o que fala na reportagem da SIC) Vítor Loureiro:

«Como já é normal, a própria comunicação social, neste caso a RTP, tenta sempre ocultar as partes mais importantes, falei cerca de 10 minutos nesta entrevista em vários pontos relacionados com a desgraça da tauromaquia e sobretudo na máfia tauromáquica mas não emitiram.

Como sabem a RTP é pública e são eles mesmos que transmitem e apoiam a barbárie das touradas. Uma vergonha. Mas nunca nos vamos calar e vamos sempre lutar até ao último touro que seja humilhado, massacrado, torturado e chacinado por um bando de assassinos cobardes que vivem á nossa custa.

Vergonha também para a RTP que não passou a minha entrevista toda».

Vergonha, mesmo, Vítor Loureiro.

A tourada ainda resiste (se bem que mal se tendo de pé) devido à cumplicidade destes vampiros do século XXI, depois de Cristo.

Fonte: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/de-forcados-so-podemos-esperar-450878

***

Faço minhas as suas palavras, Isabel!

Anúncios