TOMAR, OUTRA CIDADE ABAIXO DE LIXO

Com a agravante de os autarcas locais se colocarem ao nível de bilheteiros… que será uma das maiores competências dos

representantes do povo de Tomar.  

Que vergonha! Que pobreza moral! Que baixeza de espírito!

Que falta de brio pessoal, de sentido crítico, de auto-estima!

Lê-se numa notícia:

«A Câmara de Tomar, numa lógica de ajudar iniciativas locaisde entidades ou organizações privadas, passou a vender bilhetes e ingressos. Assim, segundo fontes da câmara, “o município comprou 100 bilhetes de 10 euros e 200 a 15 euros, por 3.920€ (IVA incluído) da próxima tourada dedicada ao emigrante que o cavaleiro Rui Salvador, que tem a concessão da Praça de Touros de Tomar, vai realizar, para colocar à venda, que já estão no balcão único, piscinas e turismo, tal como havia comprado 300 bilhetes dos Bons Sons a 20 euros, à venda (…) e que esgotaram e mais recentemente 100 bilhetes a 30 euros, que estão à venda (…) também nos mesmos moldes.»

in

http://www.cidadetomar.pt/noticia.php?t=e&id=7033

***

Pois… numa lógica… da batata talvez!

Leia-se o cartaz:

Um montador de cavalos (cavaleiro é outro departamento); seis touros e 12 cavalos, ou seja, um animal irracional para 18 animais racionais… sacrificados em nome do dinheiro e da imbecilidade.

E assim se suja o nome de Tomar, uma cidade com uma História grandiosa e com autarcas tão ao nível do rés-do-chão… e se destrói a vida de magníficos seres vivos…

Fonte: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/tomar-outra-cidade-abaixo-de-lixo-449507

***

É também por causa destes acontecimentos, que estou cada vez mais convencido, de que a abolição da tauromaquia, passa, obrigatoriamente por uma muito forte união, de todos os países que têm tauromaquia, para que lutando em conjunto, vençam o lobby tauromáquico, em todos os países que ainda têm tauromaquia, pois estou, também, cada vez mais convencido, que não o fazer, é dar mais oportunidades ao lobby tauromáquico para se fortalecer ainda mais, e no caso português, mais acontecimentos como este de Tomar, acontecerem.

Enquanto esta forte união não for feita, para que a luta passe a ser como tem de ser, obrigatoriamente, conjunta, os Mafiosos tauromáquicos, esfregarão as mãos de contentes.

Enquanto toda a gente não perceber que obrigatoriamente tem de ser um por todos, e todos por um, nos países que ainda têm tauromaquia, e todos se unirem, tal como acabei de dizer; um por todos e todos por um, eles esfregarão as mãos de contentes, por estarem a fazer o que eles querem que não seja feito!

Mário Amorim

Anúncios