CONTEÚDO ANDA Canadá pode aprovar lei que proíbe vendas de cosméticos testados em animais

https://i1.wp.com/www.anda.jor.br/wp-content/uploads/2016/12/cos-e1482243242265.jpg

Após o anúncio recente de Taiwan sobre a proibição das vendas de cosméticos testados em animais, é provável que o Canadá siga o mesmo caminho e promulgue uma lei semelhante.

O projeto de lei S-214, que recentemente teve sua segunda leitura aprovada no Senado, pode ser responsável por essa vitória. De acordo com o Parlamento Aberto:

“Esta promulgação altera a Lei de Alimentos e Drogas para proibir os testes cosméticos em animais e a venda de cosméticos que foram desenvolvidos ou fabricados com o uso de experimentos em animais. Também prevê que nenhuma prova derivada desses pode ser usada para estabelecer a segurança de um cosmético”.

O projeto foi introduzido há um ano e, depois de passar na segunda leitura no Senado canadense “com apoio esmagador”, a senadora Carolyn Stewart Olsen, patrocinadora da medida, declarou:

“Este é um passo importante que nos aproxima do fim dos testes cosméticos em animais no Canadá. Estou ansiosa para trabalhar com meus colegas no Senado para aprovar esta lei importante”.

De acordo com o Clearlyveg, Thomas Walkom, colunista de Assuntos Nacionais do The Star, destacou a dor e o tormento que são causados aos animais desnecessariamente.

Segundo o portal KelownaNow, o próximo passo do projeto de lei é “ser encaminhado ao Social Affairs, Science and Technology Committee do Senado para um estudo mais aprofundado”, e, caso seja aprovado, o Canadá irá se juntar um “total de 35 grandes mercados, incluindo a União Europeia, Israel, Índia, Nova Zelândia e Taiwan “, que decretaram a proibição das vendas de cosméticos testados em animais. A China Food and Drug Administration (CFDA) também anunciou que um método livre de crueldade em cosméticos está sob revisão.

Fonte: ANDA

Anúncios