Lealdade Cães se recusam a se separar de seu tutor mesmo após a morte

Foto: YouTube/Carlos Corujinha

Talvez não haja senso de fidelidade mais puro que o de um cão para com seus humanos – um vínculo de lealdade e amor qua continua mesmo após a morte.

No início desta semana, a polícia foi chamada para uma localidade remota onde um homem havia sido assassinado perto de sua casa no Paraná. Quando eles chegaram, descobriram que havia dois cães fazendo guarda no local, cansados e confusos, mas ainda assim se recusando a sair do lado do corpo do tutor, mais de 24 horas depois de seu falecimento. As informações são do The Dodo.

Tragicamente, mesmo após o corpo da vítima ter sido carregado para o carro no qual seria conduzido para o necrotério, os cães não aceitaram se separar dele. Então eles seguiram o veículo por mais de 16 quilômetros até não terem mais forças para correr. O repórter local Carlos dos Anjos conseguiu registrar parte da comovente cena em vídeo.

“Os cães pareciam muito leais ao tutor”, disse Carlos à Globo News. “Eles seguiram o carro por quase todo o caminho, até sair da cidade. O cão maior estava na frente do nosso carro, seguindo o carro do IML, e o menor estava atrás de nós. Eles estavam muito nervosos, não deixavam ninguém se aproximar do corpo e depois seguiram, correndo e latindo”.

Carlos informou os familiares da vítima sobre os cães, e mais tarde retornou ao local para cuidar da segurança dos animais. Ele ficou tão tocado pela fidelidade dos cães que se ofereceu para adotar um deles, enquanto um vizinho concordou em cuidar do outro.

“Essa foi uma grande lição. O cão foi leal ao seu tutor mesmo após a morte do mesmo”, disse Carlos. “Isso mostra que ninguém jamais deveria abandonar nenhum animal”.

Fonte: ANDA

Anúncios