Exclusivo anda Cadela tem dedos arrancados com alicate por adolescente

Cadela precisou de transfusão de sangue e passou por cirurgia. Foto: Divulgação
Cadela precisou de transfusão de sangue e passou por cirurgia.

Mais uma perversidade, dessa vez ocorrida em Passo Fundo (RS), chama a atenção para a necessidade urgente de se oferecer tratamento psiquiátrico e monitoramento para crianças e adolescentes capazes de grandes atrocidades. No último dia 5, um garoto de 13 anos cortou com um alicate, a sangue frio, seis dedos das patas de uma cadela de dois anos de idade que ele mantinha em casa como “animal de estimação”. Todas as quatro patas perderam dedos. Se já na primeira amputação a cadela deve ter sofrido uma dor terrível, fica até difícil imaginar o que sentiu ao passar pela mesma violência por mais cinco vezes seguidas. Um típico ato de sadismo, até mesmo para quem tem 13 anos de idade.

Protegido por lei por ser de menor, o nome do garoto não pode ser divulgado, mas a Secretaria de Meio Ambiente de Passo Fundo já vinha recebendo denúncias de moradores do bairro Schilir contra o garoto. Segundo a vizinhança, o adolescente tem comportamento agressivo, foi visto algumas vezes maltratando vários animais e também pratica atos de vandalismo na cidade quebrando lâmpadas públicas e invadindo casas. No dia em que a cachorrinha teve os dedos amputados seus gritos foram ouvidos por vários moradores.

cadela passo6

“Ao chegar na casa, que fica numa área verde um pouco isolada, encontramos a cadelinha sentada, com muita febre. Devia estar sentindo muita dor e não esboçou nenhuma reação. Parece que ela sentiu que queríamos ajudá-la”, conta Rafael Colussi, coordenador de fiscalização e licenciamento ambiental de Passo Fundo. A cadelinha foi levada para a Clínica de Saúde Animal do Dr Fabrício Fiorezi onde foi constatada a gravidade dos ferimentos. “Alguns dedos já estavam necrosando. Ela precisou de transfusão de sangue e passou por cirurgia”, conta Colussi.

A Secretaria de Meio Ambiente já havia feito uma fiscalização na casa do adolescente antes e notou cães e cavalos magros, porém, sem traços de maus-tratos. O adolescente, que mora apenas com a mãe, alega que não maltrata animais. Um outro cachorro também foi resgatado na casa, além de um sabiá e um canarinho que estavam presos em gaiolas com péssimas condições de higiene. Foi feito um B.O. na delegacia da cidade que será encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente junto com os relatórios feitos pela Secretaria de Meio Ambiente relatando as condições dos animais encontrados na casa.

A cadelinha comoveu muita gente e já conseguiu uma adotante em Passo Fundo – uma pessoa que vai, inclusive, assumir as despesas veterinárias. Segundo Colussi, a mãe do garoto deve ser chamada para explicar o comportamento do filho no Conselho Tutelar da região.

Local onde cadela foi encontrada seriamente machucada. Foto: divulgação
Local onde cadela foi encontrada seriamente machucada.

Adolescentes e crianças perversas
Não são raros casos de adolescentes e até de crianças cometendo ações de extrema violência contra animais. Infelizmente, no Brasil, esse comportamento ainda não é tratado com a seriedade que merece. Quase todo psicopata inicia sua trajetória na infância e adolescência e, geralmente, começa torturando e matando animais. Por isso, em vários países, jovens com esse tipo de comportamento são submetidos a tratamentos psiquiátricos e monitorados. Quando matam outras pessoas são presos. Obviamente não em celas de adultos, mas são isolados da sociedade porque representam perigo para animais e pessoas, inclusive, para crianças.

Alguns dos casos mais famosos de jovens e crianças que mataram animais e pessoas estão numa série produzida com exclusividade para a Anda com o título “Matadores de Animais – Assim começa a carreira de um psicopata”. Um dos capítulos de maior repercussão chamado “Crianças Perversas – Um mal que precisa ser cortado pela raíz” tratou, justamente, de psicopatas mirins, teve mais de 10 mil curtidas e dezenas de comentários.

Por mais que pareça estranho, às vezes, um adolescente e até mesmo uma criança podem, além de serem um perigo para os animais a sua volta, serem também para outras crianças e jovens. Em 2004, um garoto de seis anos foi brutalmente assassinado por outro de 11 em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul. O agressor confessou que costumava se divertir matando gatos. A famosa Mary Bell, considerada a primeira assassina mirim do mundo, tinha só 10 anos na década de 60 quando matou duas outras crianças, de 3 e 4 anos. Foi detida e submetida a tratamento durante muito tempo. Só saiu da prisão aos 23 anos. O que teria acontecido se Mary Bell permanecesse solta desde a época em que começou a matar crianças?

Mary Bell tinha só 10 anos quando matou duas crianças. Foto: Divulgação
Mary Bell tinha só 10 anos quando matou duas crianças.

*É permitida a reprodução total ou parcial desta matéria desde que citada a fonte (ANDA) com o link. Assim você valoriza o trabalho da equipe ANDA formada por jornalistas e profissionais de diversas áreas engajados na causa animal e contribui para um mundo melhor e mais justo.

Fonte: ANDA

***

Aconselho aos pais, (que no fundo não são pais e sim progenitores) que permitem que os seus filhos se envolvão na tauromaquia, que leiam atentamente este artigo!

Anúncios