Tenho de dizer isto, que tem de ser percebido por todos quantos lutam contra a tauromaquia!

Tenho mesmo de dizer isto!

Nós lidamos com o sofrimento; com a dor; com a tortura. Lidamos com barbaridade, física e psicológica sobre o touro e sobre o cavalo. Eles confiaram-nos a voz que não têm. Confiaram-nos a voz que não têm, para os defendermos intransigentemente, pois é isso que eles querem e precisam; que os defendamos intransigentemente. Eles, ao nos terem confiado a voz que não têm, colocaram sobre nós uma enorme responsabilidade. Por conseguinte, não os podemos trair, deixando de ser absoluta e totalmente intransigentes em sua defesa. Não podemos ter falinhas mansas para quem os tortura, para quem os trata barbaramente; até porque, desde logo essa postura, configura traição para com o que nos foi confiado pelo touro e pelo cavalo.

O touro e o cavalo confiaram em nós para os defendermos. Deram-nos essa enorme responsabilidade, e vamos trai-los. Isso é justo, pergunto?

Tem de ser ABOLIÇÃO DA TAUROMAQUIA, e ponto final. E sem mais conversa com eles. Abolição; Abolição; Abolição!

Intransigentemente Abolição. Dizermos-lhes só temos uma exigência; a Abolição da tauromaquia!

A nossa atitude para com eles, tem de ser apenas a de exigirmos a abolição da tauromaquia, mais nada. E para além disso, sem mais conversa com eles!

Mário Amorim

Anúncios