CONTEÚDO ANDA Mais de 150 beagles são resgatados de laboratório e veem o sol pela primeira vez

Reprodução/CaterNewsAgency

Em um momento emocionante, 156 beagles foram expostos pela primeira vez à luz solar após terem sido libertados de uma instalação de testes em animais na Índia.

Os cães, a maioria com idades entre dois e cinco, nasceram e foram criados em um laboratório onde eram mantidos em pequenas gaiolas e quase não eram alimentados, informa o Daily Mail.

Ativistas pelos direitos animais da ONG indiana  Ação e Compaixão Ilimitada, que cuida de animais maltratados, asseguraram a libertação dos animais que viviam na cidade de Bangalore.

Reprodução/CaterNewsAgency

A ONG rapidamente entrou em ação para ajudar a realocar os cães em sua nova instalação chamada “Hotel para Cães”, que fica na mesma cidade.

Com a ajuda de sete voluntários, os cães assustados estão aprendendo novas habilidades para se adaptarem a suas novas vidas.

“Eles ainda hesitam em conhecer pessoas. Quando saíram do laboratório, estavam visivelmente aterrorizados. Eles eram sempre mantidos no escuro e não conheciam o mundo exterior “, disse a voluntária da ONG Chinthana Gopinath.

“Alguns não conseguiam nem andar corretamente e cambaleavam. Eles procuravam cantos escuros e hesitavam quando nossos voluntários se aproximavam. Mas, felizmente, nenhum deles estava doente”.

Reprodução/CaterNewsAgency

A ONG ainda não revelou se os cães foram utilizados para fins de reprodução, porém já começou a esterelizá-los enquanto avalia cuidadosamente a adoção dos animais.

Mais de mil pessoas de todo o país se candidataram online para adotar os cães. Até agora, 26 deles foram adotados e, segundo Gopinath, todos devem conseguir um novo lar e uma nova família.

“Estes cães precisam receber uma quantidade extra de amor, cuidado e atenção e nós estamos procurando lugares onde eles terão a melhor vida possível. Eles precisam ser tratados com paciência”.

“Começamos a vacinação e a esterilização dos animais porque não queremos que qualquer outra pessoa os utilize para reprodução e reacenda seus traumas”, acrescentou ela.

Em marco deste ano, a ONG ajudou a resgatar outros 64 cães do mesmo laboratório.

Em 2015, o governo indiano proibiu a realização de testes em animais para vários produtos domésticos, incluindo sabões e detergentes.

No entanto, o proprietário do laboratório não foi preso e, de acordo com Gopinath e outros grupos de ativistas, o funcionamento do local ainda não foi proibido.

Fonte: ANDA

Anúncios