CONTEÚDO ANDA Baleia encontrada com mais de 30 sacos plásticos no estômago tem morte induzida

Pesquisadores da Noruega entraram em choque quando descobriram mais de 30 sacos plásticos e outros resíduos de plástico dentro do estômago de uma baleia.

A baleia de Cuvier, que teve a morte induzida por guardas da costa oeste do país, tinha claramente consumido uma enorme quantidade de resíduos não biodegradáveis.

Apesar das terríveis descobertas, os pesquisadores dizem que os plásticos encontrados na baleia não são “surpreendentes”, já que a quantidade de resíduos nos mares continua a crescer.

A baleia estava em mau estado e tinha ficado encalhada em águas rasas da ilha de Sotra, por isso teve sua morte induzida. Seu estômago foi examinado por pesquisadores da University of Bergen.

https://i1.wp.com/www.anda.jor.br/wp-content/uploads/2017/02/76-1.jpg

Terje Lislevand, um zoólogo que examinou o mamífero, disse: “O estômago da baleia estava cheio de sacos de plástico e embalagens com rótulos em dinamarquês e inglês”.

Ela também estava extremamente magra provavelmente devido à desnutrição. Lislevand disse que os intestinos da baleia foram bloqueados provavelmente pela acumulação do plástico, causando uma dor severa.

As baleias de Cuvier possuem até 22 pés de comprimento e geralmente se alimentam de lula e peixes de profundidade. Os mamíferos normalmente não vagam pelas águas norueguesas.

https://i2.wp.com/www.anda.jor.br/wp-content/uploads/2017/02/34-1.jpg

Infelizmente, o plástico é encontrado regularmente nos estômagos das baleias encalhadas em todo o mundo. Especialistas estimam que existam cinco trilhões de pedaços de plástico flutuando nos oceanos do mundo e que matam inúmeros animais por ano.

Acredita-se que até 2050 haverá mais plástico no mar do que peixes. Calcula-se que 100 bilhões de sacos plástico sejam usados todos os anos na Europa, sendo que oito bilhões se tornam lixo, informou o Daily Mail.

Fonte: ANDA

Anúncios

Baleia com saco plástico preso na cabeça pede “ajuda” a pescadores

Os ocupantes de uma embarcação de pesca na Austrália foram surpreendidos com o aproximar do animal, que suavemente se encostou ao barco para que lhe retirassem o plástico, que quase o sufocava. O momento foi captado em vídeo

 

Como se estivesse a pedir ajuda, uma baleia aproximou-se de um barco de pesca, nadando por baixo do seu casco e em seu redor, chamando a atenção para um emaranhado de sacos de plástico e linhas de pesca que tinha preso à cabeça, ao ponto de quase sufocar.

Paciente, deixou então que um dos pescadores lhe removesse o lixo, nadando com cautela até ficar ao alcance do homem. O episódio aconteceu na Austrália, nas águas de Middle Harbour, a norte de Sydney, e ficou filmado para a posteridade. O vídeo, que acabou por ser partilhado nas redes sociais, está a ser um sucesso.

Ivan Iskenderian, ainda incrédulo, explicou também como tudo aconteceu. Ao que parece, a baleia começou por se acercar de um outro barco, cujo “deck” era mais alto, o que não permitiu que fosse ajudada.

Foi então que procurou a embarcação de Iskenderian que, ao perceber a aflição do animal, estendeu o braço para o ajudar e retirar o plástico, enquanto o seu amigo Michael Riggio registava o momento em várias fotografias e, do outro barco, alguém filmava. “Foi surreal, nós mal podíamos acreditar nossos olhos”, recordou Ivan Iskenderian ao site informativo Metro.

Concluída a “operação”, a baleia nadou lentamente, afastando-se do barco e batendo repetidamente as barbatanas. Talvez em sinal de reconhecimento.

Fonte: Expresso