REINO UNIDO Aves são aprisionadas em gaiolas para serem mortas por caçadores

Organização ativista colocaram câmeras escondidas em fazenda de caça e denunciaram maus-tratos com aves

Câmeras secretas filmaram uma fazenda de caça em Somerset, na Inglaterra, e mostrou pássaros selvagens aterrorizados ao ficarem presos em armadilhas.

De responsabilidade da principal organização vegana Animal Aid, foram colocadas duas câmeras na Bonson Wood Game Farm em Somerset, que cobriram um período de 47 horas e 12 minutos.

As filmagens mostraram pássaros trancados em pequenas gaiolas, em um dia quente, sem nenhuma supervisão. Os animais demonstram estar desesperados para se libertarem do local. O destino delas, no final é a morte por caçadores.


Câmeras mostram aves presas em gaiolas, que posteriormente serão mortas

“As armadilhas geralmente contêm um pássaro em um compartimento, cujos gritos angustiados atraem outros pássaros para o outro compartimento da armadilha”, disse a Animal Aid.

“As aves presas são então mortas. Nesse caso, havia duas armadilhas colocadas lado a lado. Uma armadilha tinha um único pássaro dissimulado em um compartimento. A outra armadilha tinha três pássaros amontoados no compartimento do chamariz”.

“O filme usa um temporizador acelerado para demonstrar a quantidade de tempo que os corvos ficam na armadilha. Não se sabe há quanto tempo eles já estiveram na armadilha, nem quanto tempo eles ficaram confinados. O que está claro, no entanto, é que os pássaros estavam estressados ​​e desesperados para serem libertados”, completa a organização.

Leis estabelecem que as armadilhas devem ser verificadas “pelo menos uma vez por dia, em intervalos de não mais de 24 horas”. Entretanto, a Animal Aid alega também que a armadilha não foi inspecionada por quase 35 horas.

Um dos pássaros, frustrado, acabou chutando um prato de água inadequado para a sua hidratação e acabou ficando sem água por 24 horas.

Fonte: ANDA

Anúncios