CHEGOU ATÉ MIM ESTE BLA, BLA, BLA!

Afinal quem são os inimigos da Tauromaquia?

índice
António Paula Soares | 22 Nov 2017

Passamos muito do nosso tempo em conversas entre aficionados a pensar sobre o futuro da festa dos touros em Portugal. Em que nessas conversas existem sempre inúmeros pretextos para florear ou incendiar a conversa entre amigos, mas invariavelmente culpamos o suposto socialmente correto, na verdade mais virtual do que real, dos animalistas e dos seus fundamentalismos, da economia e da grave crise que atravessámos, e que parece que passou (ou então está bem disfarçada), e pela qualidade dos cartéis, ou pela falta dela.

Mas entre tantos pontos-chave de discussões tão acesas, é importante que se perceba que os animalistas são aqueles que menos importância têm no que respeita aos problemas da festa, e é quase lisonjeador para tais movimentos que lhes seja dada a importância de que eles tão altivamente e muito solitariamente se auto vangloriam.

Se não vejamos, nos últimos anos foram diversas as investidas dos grupos animalistas no Parlamento Português, desde as mais variadas da tentativa de restringir o acesso aos espetáculos tauromáquicos de menores como espectadores ou como artistas, de tentarem por diversas vezes, e como estão a tentar novamente nas propostas para o atual orçamento de estado, de agravar o IVA dos bilhetes, e de impedir a equivalência dos artistas tauromáquicos aos mesmos direitos fiscais que os restantes artistas em Portugal, de impedir a transmissão de corridas televisionadas na RTP, e de um modo geral de criarem as maiores barreiras possíveis para denegrir e diminuir a capacidade da Tauromaquia Portuguesa. E que conseguiram eles durante todos estes anos?

Derrotas, apenas derrotas atrás de derrotas! (…)

Continua aquiwww.tauronews.com.


Bla, bla, bla.

Este bla, bla, bla, é o copy paste, do bla, bla, bla do costume.

É impressionante como os antitaurinos(os que defendem a tauromaquia), gostam de ser ridículos. É que este texto, por ser mais do mesmo. Por ser igual a tantos outros textos, é ridículo.

Caro bla, bla, bla, não somos nós que somos contra a tauromaquia, que somos contra o touro. Quem quer ver o touro, fora do seu habitat natural, em vez de querer a sua liberdade, a sua paz, desde que nasce até que morre. Quem quer ver touro a ser vilmente torturado, física e psicologicamente numa qualquer arena, e aplaudi-lo, é que é contra o touro.

Caro bla, bla, bla. Aprenda de uma vez por todas o seguinte, para não voltar a bla, bla, bla, dizer os disparates do costume: Antitaurinos=defensores da tauromaquia=pro-tourada=quem é contra a touro. Anti-tourada=quem é contra a tauromaquia=quem é pelo touro. Acho que isto diz tudo, caro bla, bla, bla.

E para terminar este meu texto, digo-lhe, caro bla, bla, bla: para a próxima vez que escrever um texto, escreva pela sua cabeça. Não repita, o que muitos outros bla, bla, bla, escrevem. Seja original!

Mário Amorim

Anúncios