REALIDADE…

14994607_ON3Ho

As pessoas que desde muito novas são educadas no ceio familiar para a tauromaquia, são educadas para a violência. São educadas para a barbárie. São educadas para ver o touro e o cavalo, como objectos. Transformam-se em pessoas insensíveis. Transformam-se em pessoas sem piedade. Transformam-se em pessoas que não são capazes de perceber que o touro e o cavalo, têm o mesmo direito que eles, de serem felizes. Transformam-se em pessoas que não são capazes de perceber que o touro e o cavalo, têm todo o direito à liberdade, na natureza, no campo; em paz e sossego, desde o seu nascimento à sua morte.

Mas ainda assim, há casos de pessoas, que embora tenham sido educadas pela família para a tauromaquia, vêm mais tarde a perceber que a tauromaquia não é nada daquilo que desde muito novas lhes incutiram e afastam-se totalmente da tauromaquia. O António Moreno é um desses exemplos.

Antonio Moreno – Presidente do Cacma – No Parlamento da Catalunha, em 2010

O António Moreno é o exemplo de uma pessoa que nasceu e cresceu no mundo da tauromaquia, mas que mais tarde, aos 35 anos, se apercebeu da barbaridade da tauromaquia e se afastou completamente da tauromaquia, passando a ser um dos principais activistas contra a tauromaquia de Espanha. Aliás, ele foi o fundador do Partido Animalista CACMA.

A realidade da tauromaquia, é uma realidade violenta. É uma realidade bárbara!

Tourada. Realidade Cruel e Bárbara em Portugal

Mário Amorim

Anúncios

Artigo para Maria Alzira Seixo, “professora universitária”

A VERDADE SOBRE O TOURO DE LIDE

***

Antonio Moreno – Presidente do Cacma – No Parlamento da Catalunha, em 2010

O António Moreno, foi o fundador do partido animalista, CACMA, e foi aficionado da tauromaquia. Mas ouça o quer ele mesmo disse, em 2010 no Parlamento da Catalunha e tente aprender alguma coisa!

***

**

**

**

***

Uma das coisas que mais lia, nos anos em que estive no Facebook; “Quem nasce aficionado, não deixe de ser aficionado”

Uma das coisas que mais lia, nos anos em que estive no Facebook; “Quem nasce aficionado, não deixe de ser aficionado”

O António Moreno, nasceu aficionado. Como ele mesmo disse, em 2010, no Parlamento da Catalunha; era filho e neto de aficionados da tauromaquia.

O António Moreno, mostrou em 2010, no Parlamento da Catalunha, que quem nasce a gostar de ir ver um espectáculo bárbaro, como é a tauromaquia, também deixa de gostar, se como ele mesmo disse, vir um touro, pela primeira vez:

Antonio Moreno – Presidente do Cacma – No Parlamento da Catalunha, em 2010

Porquê que não aprendem com alguém que esteve desde o berço do vosso lado, até aos 35 anos, porquê???

Imagem maravilhosa de um touro!

Em vez de aprenderem com o Prof. Ilhera e outros, e depois dizerem que com o fim da tauromaquia, o touro vai extinguir-se; que o touro nasceu para ser toureado; que o touro não sente dor, não sofre, quando nenhuma destas justificações, até hoje foi, tal como qualquer outra justificação de carácter cientifico tem de ser, foi provada cientificamente, foi reconhecida pela restante comunidade cientifica internacional e finalmente publicada numa revista cientifica internacional, 

porquê que não aprendem com alguém que esteve do vosso lado, desde o berço, até aos 35 anos???

Antonio Moreno – Presidente do Cacma – No Parlamento da Catalunha, em 2010

 

Era com ele que deveriam aprender, em vez de aprenderem com quem não cumpre o código deontológico que deveria cumprir, e que nunca provou científica e eticamente as justificações sobre o Touro, que citei em cima!

Mário Amorim