A IRRACIONALIDADE DO ANIMAL PRÉ-HUMANO

O animal pré-humano, uma subespécie do Homo Sapiens, que usa e abusa de seres indefesos, terá o seu dia para pagar esses CRIMES, sim porque nem tudo o que é legal é aceitável à luz da racionalidade.

Quem legisla também comete crimes, ao permitir que outros os cometam.

LÁGRIMAS.png

Todo e qualquer “divertimento” que implique a utilização de animais não humanos deve ser considerado crime contra a Natureza, porque a Natureza implica uma Ordem Cósmica pré-definida, que os animais não humanos cumprem escrupulosamente, e o “divertimento” à custa do sofrimento desses animais, que não nasceram para servir os instintos sádicos e assassinos dos cobardes animais pré-humanos, é um autêntico atentado a essa Ordem Cósmica, configurando um hediondo crime.

É urgente providenciar a evolução desses pré-humanos, para que a Humanidade possa ocupar o seu lugar na Natureza: o lugar de guardiã da Vida no Planeta Terra.

Ser racional implica essa responsabilidade perante os seres mais indefesos.

A VIDA encarregar-se-á de devolver aos abusadores de animais, todo o mal que eles praticaram contra a natureza dessa própria Vida.

Isto é tão certo como o Sol dar lugar à Lua.

Isabel A. Ferreira

Fonte: Arco de Almedina

Anúncios