PSICOPATAS TAUROMÁQUICOS, ENTENDAM ISTO, DE UMA VEZ POR TODAS!

Os Psicopatas Tauromáquicos, não querem entender, que nós seres humanos, somos animais. Somos animais-humanos.
E os animais não-humanos, são nossos irmãos.

Por tanto; quando se defende a tauromaquia; os circos com animais não-humanos; a caça; as corridas de cavalos; os cavalos de obstáculos; as corridas de cães; a utilização de golfinhos, baleias e focas em tanques; o massacre de focas, tal como acontece na África do Sul; Angola, e Canada; a caça à baleia; o massacre de golfinhos, está-se a defender práticas cruéis. Está-se a defender o sofrimento e a morte de nossos irmãos não-humanos.

Nós, animais não-humanos e os animais não-humanos, somos todos filhos da mesma mãe, a Mãe Gaya. Logo, somos todos irmãos!

Entendam isto; de uma vez por todas!

Mário Amorim

Anúncios

O que os defensores da tauromaquia, não conseguem entender.

Imagem 8º

Cavalos em liberdade

Os defensores da tauromaquia, não conseguem entender que os animais não-humanos, e nós, animais-humanos, somos todos filhos da mesma mãe, a Mãe Gaia. Não conseguem entender que nós animais-humanos e os animais não-humanos, somos todos irmãos. Os defensores da tauromaquia, também não conseguem entender de que todos os Animais não-humanos, têm o mesmo direito à vida, têm o mesmo direito ao bem-estar, que nós, animais-humanos.

Os defensores da tauromaquia, não conseguem entender estas verdades, porque não têm capacidade para as entender. A mente deles, só vê a barbaridade, a tortura, a brutalidade, para com o touro e para com o cavalo. O sangue do touro e do cavalo. É só isto que a mente deles consegue ver!

Não têm sensibilidade. E como não têm sensibilidade, não conseguem entender que seja ele um gato, um cão, um leão, um tigre, um elefante, um golfinho, uma baleia, um touro, um cavalo, tem exactamente o mesmo direito à vida, o mesmo direito ao bem-estar, que nós, animais-humanos!

Mário Amorim

Na noite de ontem fiquei profundamente triste e revoltado!

Ontem à noite, quando me deparei com o vídeo que mostra a criminosa realidade para com as Manta Ray, e me lembrei da criminosa prática, chamada Shark Finning, fiquei profundamente triste e revoltado. E lembrei-me, novamente, do filme desta minha vida, chamado Avatar, em que James Cameron fala do homem e dos seus defeitos.

O homem tem de aprender a respeitar a sua casa, a Mãe Gaia e aprender a respeitar os seus filhos, os Animais-humanos e não-humanos.

O homem, nas touradas, nos circos com animais, na caça, na caça à baleia, na caça ás focas, na caça aos golfinhos, no Shark finning, está a maltratar e a matar irmãos seus. 

O homem, frequentemente se esquece, que também é um animal. É um animal-humano.

O homem, frequentemente se esquece, que nós, animais-humanos, somos irmãos dos animais não-humanos.

Os nossos irmãos não-humanos são para ser respeitados!

Mário Amorim