O que a tauromaquia reflecte!

Violência tauromáquica em Portugal

Violência, não é sinal de força...1

20881_860641264009779_2191293245687302678_n

As pessoas que maltratam animais são insensíveis

 

A tauromaquia reflecte o estado psiquiátrico, de quem tortura o touro, o cavalo e crianças. Ao brutalizarem física e psicologicamente o touro e o cavalo. E ao destruírem psicologicamente crianças, aqueles que têm estas acções, mostram o quão são Psicopatas, Sociopatas, pois só mentes Psicopatas, Sociopatas têm estas acções.

Conforme a ciência vai provando mais, a correlação directa entre os maus tratos a animais não-humanos, e a violência contra outros animais-humanos, mais evidente fica, que para a ciência, quem tortura, física e psicologicamente, o touro e o cavalo, e quem age violentamente contra o bem-estar de crianças, mais não é do que Psicopata, Sociopata.

Se não vejamos!

Quem maltrata animais não-humanos, vai maltratar outros animais-humanos. E isto já acontece na tauromaquia. Eles maltratam o touro e o cavalo. E depois maltratam psicologicamente crianças. Eles brutalizam o touro e o cavalo e depois vão agir violentamente contra o bem-estar psicológico de crianças.

E tudo isto é feito, porque os Estados onde a tauromaquia existe, financiam com muitos Milhões por ano a tauromaquia. No caso de Portugal, Espanha e França, não são apenas os Estados que a financiam. A União Europeia, também financia tudo isto.

E um pouco por todo o mundo, esta consciência, vai trazendo cada vez mais pessoas para a luta, contra esta aberração, mesmo entre quem a defende.

Um pouco por todo o mundo, esta aberração vai ganhando cada vez mais opositores.

A tauromaquia, está na sua recta final.

Portugal; Espanha; França. Vários países de América Latina. O mundo. Em breve, vão-se ver livres desta prática cruel.

A luta contra a tauromaquia, e contra todas as outras práticas contra animais não-humanos, para divertimento de uma pequena minoria, vai vencer. E todas essas práticas vão desaparecer, para sempre!

Mário Amorim

 

Anúncios

O que está a acontecer

Imagem para blog

A tauromaquia, semana após semana, está mais perto do fim.
São cada vez mais as pessoas, ao redor do globo, que exigem a abolição desta selvajaria.

Estamos assistir, em Espanha, e na América Latina, a um crescente numero de Municípios, que se declaram anti-tourada. Em Espanha, só Maiorca, já conta com 17 Municípios, que se declararam anti-tourada.

Os únicos países, dos oito países que têm esta selvajaria, em que não acontece o que está a acontecer cada vez mais crescentemente, em Espanha e nos países da América Latina, é França e Portugal. É uma vergonha. É uma vergonha, que França e Portugal, não queiram perceber que a tauromaquia, é um espetáculo selvático, e que mancha o nome de ambos os países, pelos quatro cantos do mundo.

Até ao próximo mês de Julho; Maiorca, em Espanha, declarar-se-á anti-tourada. Maís rapidamente do que se pensava, Espanha, está cada vez mais contra a Selvajaria da Tauromaquia. O país dos oito países que têm tauromaquia, que tinha a tauromaquia, mais enrizada, é o país, em que mais rapidamente está a abolir está Salvajaria, o que mostra que os nossos irmãos espanhóis, estão cada vez mais fartos desta brutalidade. E está na hora de Portugal olhar para o seu país vizinho e irmão e aprender…!

Mário Amorim

No que diz respeito aos direitos dos animais, Portugal é um país do primeiro mundo?

7654696-un-vecchio-grunge-flag-di-stato-portogallo

No que diz respeito aos direitos dos animais, Portugal é um país do primeiro mundo? – Não é. É claramente do terceiro mundo!

Se não vejamos. Estamos a assistir, vindo da América Latina, a uma cada vez maior consciência de que os animais não-humanos, não são para divertimento publico. Muito recentemente, o México aboliu em todo o território, os circos com animais. Em breve, fará o mesmo com a Tauromaquia. Mas no geral, todos os países da América Latina, estão a abolir todas as práticas cruéis com os animais não-humanos, para divertimento publico. 

Está na hora de Portugal aprender com eles e deixar de ser um país do terceiro mundo, no que diz respeito aos direitos dos animais!

Quem sabe se 2015 não transforma Portugal num país do primeiro mundo…?!

Mário Amorim