Alterações climáticas são a causa de uma nova doença de pele que afeta o golfinho-roaz

Uma investigação da equipa de cientistas do Marine Mammal Center, nos Estados Unidos, revelou que as alterações climáticas são a causa de uma doença de pele que afeta os golfinhos-roazes em todo mundo.

Esta doença faz lesões na pele que cobrem até 70% do corpo do animal, e é provocada pela exposição prolongada à água doce. A “freshwater skin disease” foi observada pela primeira vez em 2005, após a passagem do Furacão Katrina em Nova Orleães.

O crescimento de fenómenos meteorológicos extremos leva a que as águas costeiras passem a reter água doce por tempo indeterminado, entre semanas a meses, perdendo assim a sua salinidade.

“Este ano, com uma temporada recorde de furacões no Golfo do México e sistemas de tempestades mais intensos em todo o mundo devido à mudança do clima, podemos sem dúvida esperar ver mais destes surtos devastadores a matar golfinhos”, afirma Pádraig Duignan, patologista do Centro.

Os investigadores esperam que a nova descoberta permita combater a doença no futuro, e em simultâneo, que alerte para a necessidade de combater as alterações climáticas e os seus efeitos.

Fonte: Green Savers