«… AS TOURADAS NÃO SÃO LANTEJOULAS, TRAJES DE LUZES, CORNETAS E CAVALOS…» – CARTA DE JORGE PRATA A UM AMIGO AFICIONADO

Faço minhas todas as palavras dirigidas por Jorge ao seu amigo aficionado.

Quanto a mim, dirijo-as aos aficionados que aqui vêm ameaçar-me, insultar-me com as ordinarices próprias de quem anda neste mundinho sangrento, e que me odeiam do mesmo modo que odeiam os Touros.

«Manel M., já somos amigos… sei lá… há 25 anos?! e sabes bem que numa coisa sempre me mantive fiel. O meu amor aos animais. Já discutimos sobre este assunto por diversas vezes e não quero que tomes a integridade da minha posição como uma “farpa” espetada a nível pessoal, mas sobre as touradas já sabes que nunca nos encontraremos do mesmo lado da “arena”. 

Manel, sabes bem que não posso admitir que hoje, em pleno século XXI; que hoje, em que sou Pai e tenho duas filhas que educo promovendo o respeito pelos seres vivos e para que tenham coragem para ajudar os mais fracos; que hoje, ainda se pratique e promova uma actividade de tortura de seres vivos como espectáculo.

Tu, que és aficionado, poderias por exemplo divulgar DETALHADAMENTE como se “preparam” os touros antes das touradas. Sim, porque as touradas não são lantejoulas, trajes de luzes, cornetas e cavalos.

Conta por exemplo, como se deixam os touros sem água e sem comida na escuridão, como se serram as pontas dos chifres até aos nervos, fazendo com que cada marrada lhes provoque dor, como se lhes coloca vaselina nos olhos para evitar que vejam bem, como são manuseados, picados e espancados dentro dos curros… para depois serem soltos numa arena barulhenta, estranha, plena de ódio e cheia de pessoas sedentas de sangue que se divertem e regozijam com cada ferro que lhes é espetado no dorso… tu, que és aficionado diz-me o comprimento da lâmina serrilhada que tem cada farpa… 4cm? 6cm? 8cm? 10cm?

Manel, fomos colegas de carteira nas aulas de Biologia, lembras-te? Não me venhas dizer que o touro não sofre, que não sente a dor ou que o seu instinto o preparou para aquilo… amigo, até tu, um aficionado, sabe que não é assim.

Sim, sou contra as touradas, sou contra a forma como os animais são abusados e sabes porquê? Porque me coloco no lugar deles e aí sinto a dor, a humilhação e o estupro… sim, Manel, também sou contra a forma como os animais são criados, transportados e mortos nos matadouros, por isso sou quase vegetariano…

Já não me recordo quem disse que o nível cultural e de evolução de um Povo se mede pela forma como trata os seus animais…

Tira daí as conclusões que queiras sobre quem és e sobre quem todos nós somos e quem queremos ser; recebe um forte abraço com amizade,

 

Jorge»

Fonte:

https://www.facebook.com/notes/helena-aguas/-as-touradas-n%C3%A3o-s%C3%A3o-lantejoulas-trajes-de-luzes-cornetas-e-cavalos-carta-de-jor/157863641015618

Fonte: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/as-touradas-nao-sao-lantejoulas-441134

****

“Conta por exemplo, como se deixam os touros sem água e sem comida na escuridão, como se serram as pontas dos chifres até aos nervos, fazendo com que cada marrada lhes provoque dor, como se lhes coloca vaselina nos olhos para evitar que vejam bem, como são manuseados, picados e espancados dentro dos curros… para depois serem soltos numa arena barulhenta, estranha, plena de ódio e cheia de pessoas sedentas de sangue que se divertem e regozijam com cada ferro que lhes é espetado no dorso… tu, que és aficionado diz-me o comprimento da lâmina serrilhada que tem cada farpa… 4cm? 6cm? 8cm? 10cm?”

E isto é apenas a ponta do icebegue, pois fazem muito mais aos touros, e também aos cavalos, para uma corrida de touros, física e psicologicamente do que tem sido tornado publico. Fazem muito mais!

A tauromaquia, é uma actividade BÁRBARA. É tauromaquia, é uma actividade SANGUINÁRIA. A tauromaquia, é uma actividade PSICOPATA. É uma actividade CRIMINOSA!!!

Mário Amorim

Anúncios