Manifestação anti-touradas em Albufeira

Protesto marcado para 22 de agosto, dia em que se realiza uma corrida na Praça de Touros da cidade.
Len Port

Um grupo de ativistas dos direitos dos animais, de várias nacionalidades, está a apelar a todos aqueles que gostam de animais para se juntarem a uma manifestação pacífica contra as touradas, agendada para 22 de agosto, em Albufeira. É o mais recente protesto organizado pelo grupo Cidade de Albufeira Anti-Touradas (CAAT) que espera que a manifestação funcione como um alerta nacional para a crueldade das touradas.

Os turistas são os principais frequentadores da praça de touros de Albufeira, a única com atividade permanente no Algarve, e a que mais corridas tem, atraindo o maior número de espetadores anuais do país inteiro. Os ativistas apelam ao seu encerramento imediato. A abolição das touradas no Algarve poderia conduzir à abolição das corridas em Portugal, afirmam os defensores da medida para quem este é o objetivo. “Os turistas são levados a acreditar que a tourada é uma tradição em que touros e cavalos não sofrem e não são abatidos”, afirma Isabel Searle, líder da CAAT.

Outro responsável do grupo, Mark Evans, refere que já viu veraneantes a levarem ingenuamente crianças às touradas e, inadvertidamente, expondo-as a atos de violência extrema, acabando por abandonar o recinto indispostas.  A manifestação marcada para Albufeira é apoiada por Vasco Reis, um cirurgião veterinário reformado, que vive em Aljezur, e foi decisivo para a abolição das touradas naquele município. “É difícil, quase impossível, acreditar que os cavaleiros e aficionados gostem de animais já que permitem que sejam sujeitos a tanta violência”, afirma.

“Não posso sequer adivinhar a razão pela qual uma atividade tão violenta, baseada no sofrimento público dos animais, é autorizada por lei, ou sequer como tem tantos fãs e é aplaudida e glorificada por muitos. Uma democracia plena não permite a tortura”, acrescenta.

Apelo ao protesto
A manifestação da CAAT decorrerá a 22 de agosto, uma sexta-feira, no exterior da praça de touros de Albufeira. “A corrida começa às 22h00, mas o ponto de encontro é o parque de estacionamento que fica do lado contrário da rotunda do Corcovada, em frente à churrasqueira do Roberto, a 100 metros da praça”, explica Isabel Searle.

“Queremos juntar manifestantes de todas as nacionalidades. A GNR estará presente para assegurar a segurança de todos. Estão sempre. Não correremos perigo. Temos direito a protestar. Precisamos de ser ouvidos. Por favor tragam tudo o que se lembrarem que faça barulho… apitos, faixas, coletes refletores… ou então venham só protestar.”

Fonte: http://www.algarvevivo.com/reportagem/558-manifestacao-anti-touradas-em-albufeira.html

Anúncios