A VIOLÊNCIA, NUNCA É SINÓNIMO DE AMOR!

Nós amamos o touro; dizem eles!
Então na amam. Vê-se!
Pela lógica deles; toda a violência do homem, contra o próprio homem, é por amor.
É por amarmos o touro que o queremos ver cravado de bandarilhas, a sofrer, cheio de sangue.
Cambada de hipócritas.
A violência nunca é sinónimo de amor.
O que é sinónimo de amor, é o respeito pelo bem-estar, pela felicidade, é o respeito pela vida. É a empatia, a bondade, a compaixão e o altruísmo. Isso sim, é amor. E não o amor que eles afirmam sentir pelo touro!

Mário Amorim

Nota: A Compaixão não é pena. Não é piedade. A Compaixão é não querer que o outro sofra, a nem as causas do sofrimento!

Anúncios