A desculpa

 

“Os apoiantes da tauromaquia, incluindo empresários tauromáquicos, há muito que vivem em negação. Acalentam a esperança “ingénua” de que conseguirão convencer-nos, eternamente, de que a curva ascendente referente à quebra de público se deve à “crise” económica. Como se pode confirmar neste pequeno vídeo, excerto da Grande Reportagem Vermelho e Negro, transmitida pela operadora de televisão, SIC, em 2003, Manuel Gonçalves, empresário tauromáquico, já nessa altura, utilizou a mesma desculpa, quando entrevistado pela jornalista Cristina Boavida.

Consideramo-lo uma tentativa, desesperada, de ludibriar os contribuintes portugueses, uma vez que a partir do momento em que deixarem de receber anualmente, os cerca de 16 milhões de euros retirados do erário público, a tauromaquia não sobreviverá. Nós sabemo-lo e eles também, apesar de o negarem insistentemente. O que acaba por ser curioso, digamos assim, dado que acorrem em peso à AR sempre que é apresentada uma proposta com o intuito de pôr um termo aos financiamentos públicos à tauromaquia. Se não é verdade porque motivo se preocupam? E porque motivo, então, essas propostas são votadas no parlamento? Infelizmente, a coerência não é de todo algo que caracterize este tecido social.

Tendo em conta que nem com descontos e bilhetes oferecidos conseguem manter as praças cheias e considerando que…

…”em 2013 a culpa é da crise”…

…”em 2003 a (des)culpa era a mesma”,

talvez não seja despropositado dizer-se que na tauromaquia,
até das desculpas se faz tradição.”

***

E em 2014, a desculpa mantém-se!

E enquanto a desculpa se mantém, continuam a receber

16.000.000 de Euros de subsídios

Enquanto a desculpa se mantém, a tauromaquia em Portugal, continua a receber 16.000.000 de € de subsídios, do Estado e da União Europeia, a  través da PAC. 

E é devido a receber anualmente 16.000.000 € de subsídios, do Estado e da União Europeia, que a Tauromaquia persiste em existir em Portugal. Sem esses 16.000.000 € de subsídios, a Tauromaquia em Portugal desapareceria, pois são esses 16.000.000 de € de subsídios, do Estado, e da União Europeia, que a aguentam. O resto, é desculpa. Somente desculpa, daqueles que se governam à custa de tantos milhões de Euros de subsídios.

A razão de ainda existir a Tauromaquia em Portugal, é apenas uma; 16.000.000 de € de Subsídios do Estado e da União Europeia. O resto; é desculpa!

Mário Amorim

 

Anúncios