CONTEÚDO ANDA Universidade mata mais de 50 mil animais depois de submetê-los a experimentos dolorosos

Os animais assassinados em testes na University of Birmingham (UOB) em 2016 totalizaram 54.728, quase um aumento de 40% em relação a 10 anos atrás, quando pouco menos de 40 mil animais foram mortos

Desde 2015, a UoB era a nona universidade do Reino Unido no que se refere à tortura de animais em testes. O grupo de 10 instituições representou um terço dos experimentos em animais feitos no país. A criação de animais geneticamente modificados foi quase tão alta como esses procedimentos.

Os camundongos foram as maiores vítimas na grande maioria dos casos, embora um número significativo de ratos, peixes e, em menor grau, anfíbios também tenham sido abusados.

Os porquinhos-da-índia e os coelhos não são utilizados em testes desde 2008, enquanto as aves foram abusadas pela última vez em 2011, revelou o Redbrick.

Katy Taylor da Cruelty Free International, um grupo que protesta contra os testes cruéis, declarou que “as principais universidades devem liderar o caminho na substituição e diminuição dos testes em animais, mas elas continuam sendo algumas das maiores usuárias de animais na Grã-Bretanha”.

Ela argumentou que o público se opõe à prática e ficaria horrorizado ao saber da extensão dos testes em animais na UoB.

“Urgimos que a Universidade [de Birmingham] lidere pelo exemplo e realize um esforço claro e planejado para eliminar essa prática horrível, retrógrada e desnecessária”, destacou.

Fonte: ANDA

 

Anúncios

CONTEÚDO ANDA Investigação revela a impunidade de diplomatas envolvidos no tráfico de marfim e de chifres de rinocerontes

A Place Braconnier, no coração de Kinshasa, a capital da República Democrática do Congo,

recebeu o nome do general que comandou o primeiro posto militar belga em 1882. Porém, qualquer associação com ele já foi esquecida

Rinoceronte morto

Braconnier significa “caçador” em francês e, durante décadas, a Place Braconnier-Poacher Square foi sinônimo de marfim, das peles de leopardo, dos dentes de leão, dos chifres de kudu, dos cascos de tartaruga e outros produtos de animais selvagens comercializados no local. Foi entre as barracas da Poacher Square que Daniel Stiles, um ativista independente que realizou uma pesquisa de campo sobre o marfim em 1999, viu os coreanos pela primeira vez.

Eles estavam comprando presas e esculturas e Stiles presumiu que pretendiam traficá-las para vendê-las na Coreia do Sul. Ao visitar o país, ele ficou perplexo ao descobrir que o mercado de marfim da nação era quase inexistente. Depois de anos, Stiles percebeu seu erro: os compradores eram quase certamente norte-coreanos e não sul-coreanos.

De acordo com historiadores, cientistas políticos e inúmeros governos, os diplomatas norte-coreanos são conhecidos por seu envolvimento com negócios ilegais. Até agora, eles chamaram a atenção principalmente por suas atividades de tráfico na Europa e na Ásia, mas um novo relatório revela que a África e seus animais selvagens também se destacam nas atividades ilícitas da Coreia do Norte.

Chifre de rinoceronte

De acordo com as descobertas, publicado pela Global Initiative Against Transnational Organized Crime – uma rede sediada em Genebra, composta por especialistas na aplicação da lei, do governo e do desenvolvimento – pelo menos 18 casos envolvendo diplomatas norte-coreanos traficando rinocerontes e marfim ocorreram nos últimos 30 anos. O número de casos não descobertos deve ser muito maior.

O alerta foi dado pela primeira vez por Julian Rademeyer, o autor do documento, quando uma notícia bizarra chamou sua atenção. Em Maio de 2015, Pak Chol-Jun, um conselheiro político da embaixada de Pretória da Coreia do Norte e Kim Jong-Su, um mestre de taekwondo de Pretória, foram capturados em Moçambique com cerca de US$ 100 mil em dinheiro e quase cinco quilos de chifres de rinocerontes.

O embaixador norte-coreano na África do Sul negociou a libertação dos homens, mas a África do Sul expulsou o conselheiro político. Enquanto isso, o mestre de taekwondo, que também era suspeito de ser um espião da Coreia do Norte, de acordo com as fontes confidenciais de Rademeyer, afirmou a seus alunos de artes marciais que estava indo para casa para “visitar a família”, mas ele nunca retornou.

“Apenas tentar conseguir a confirmação de que o incidente ocorreu foi um pesadelo. No entanto, despertou o meu interesse pelo envolvimento diplomático norte-coreano no comércio de chifres de rinocerontes e marfim”, explica Rademeyer.

Rinoceronte cujo chifre foi arrancado dorme ao lado de cuidadora

Ainda que incidentes como o de Moçambique às vezes sejam divulgados como casos isolados na imprensa, Rademeyer descobriu um padrão contínuo da prática. De acordo com a National Geographic, os desertores de alto nível que ele procurou para realizar entrevistas descreveram funcionários da embaixada e militares que traficam marfim de Angola, Etiópia e República Democrática do Congo, além de chifres de rinoceronte da África do Sul e Moçambique.

Acredita-se equivocadamente que os diplomatas possuem imunidade para operações de busca ou prisão e pesquisas adicionais revelaram que os norte-coreanos se aproveitam disso para traficar produtos da vida selvagem em bagagens de mão em voos para a China, onde eles possuem vínculos com redes criminosas organizadas.

Um desertor, um antigo intermediário da importação e exportação disse a Rademeyer que seu trabalho incluiu facilitar as transações entre diplomatas da África e criminosos chineses. Diplomatas norte-coreanos “voariam para Pequim e se encontrariam diretamente com os traficantes chineses ou eu iria organizar isso e trocar por moeda”, ele disse a Rademeyer, referindo-se ao tráfico de chifres de rinocerontes, marfim e ouro.

Ele acrescentou que os diplomatas podem fazer três ou quatro dessas viagens de tráfico a cada ano. Alguns incidentes das listas de Rademeyer datam de 1986, mas outros são mais recentes. No outono de 2016, ocorreram dois casos seguidos de traficantes noruegueses no aeroporto internacional de Bole, na Etiópia. O primeiro foi encontrado com 76 pedaços de marfim esculpido em sua bagagem, o segundo com 200 braceletes de marfim. Ambos iam para a China. Quando um dos homens mostrou seu passaporte diplomático, ele foi liberado sem acusações, o que provavelmente ocorreu com outro homem também.

“Muitos poucos oficiais querem arriscar enraivecer seus supervisores detendo diplomatas. Isso aponta para um grande problema de aplicação da lei”, frisa Rademeyer.

A África não é o único lugar onde os diplomatas norte-coreanos se envolvem em práticas ilegais. Isso provavelmente começou em meados da década de 1970, quando a Coreia do Norte endividada era incapaz de conseguir empréstimos, de acordo com Sheena Chestnut Greitens, co-diretora do University of Missouri’s Institute for Korean Studies. O país estava desesperado por dinheiro e os diplomatas empobrecidos (os embaixadores da Coreia do Norte podem ganhar apenas US$ 1.000 por mês atualmente) ficaram sobrecarregados com a responsabilidade de encontrar meios de sobrevivência.

Em 1976, os países escandinavos expulsaram 12 diplomatas da Coreia do Norte de seus respectivos países, depois que investigadores descobriram que eles traficavam e vendiam grandes quantidades de vodka, cigarro e haxixe da Polônia. Isso pouco ajudou a impedir essas práticas. Greitens verificou cerca de 150 casos de atividades ilícitas envolvendo norte-coreanos, sendo que muitos são diplomatas e alguns deles foram recompensados com promoções ao retornarem para seus lares.

Rinoceronte recebe atendimento após ter o chifre arrancado

Com as fábricas do país produzindo metanfetaminas de alta qualidade para a distribuição para a China e outros países, os diplomatas estão menos envolvidos com o tráfico de drogas, segundo Greitens. Entretanto, existem várias evidências de que eles traficam e comercializam produtos farmacêuticos falsificados, dólares dos EUA e cigarros, e obtêm ilegalmente produtos de ouro, de animais selvagens e armas. “O tráfico é parte de como a Coreia do Norte obtém a moeda forte de que necessita para continuar e permitir que o regime permaneça no poder”, aponta Greitens.

Procurado pela reportagem, um porta-voz da embaixada da República Popular Democrática da Coreia em Pretória negou que os diplomatas o envolvimento dos diplomatas com o tráfico de chifres de rinoceronte e marfim.

Conforme as sanções econômicas se tornam mais severas na Coreia do Norte, os diplomatas provavelmente aumentarão suas atividades ilícitas no exterior, prevê Blancke. Isso inclui o aumento do tráfico de chifres e de marfim ao qual os criminosos recorrem porque oferecem altos retornos com baixo risco.

O desertor de Seul disse a Rademeyer que, entre 2011 e 2014, os diplomatas lucraram cerca de US$ 10 mil em lucro por cada mala de marfim de sete a 10 quilos e aproximadamente US$ 35 mil por pouco mais de dois quilos de chifres de rinocerontes brancos (os chifres de rinocerontes negros são vendidos pelo dobro desse valor).

Fonte: ANDA

As crianças Arco-Íris- os anjos na Terra

E não poderia não partilhar, também, este outro texto, igualmente muito bonito, do blog da Sara Sara Aisha, que simpaticamente, mandou-me uma mensagem, a qual agradeço. Partilhar textos sobre as Crianças e Adultos Indigo e Cristal, e Crianças Diamante e Arco-Íris, seja num blog, ou numa rede social, é sempre maravilhoso. E mais maravilhoso é, se nós próprios formos parte desse universo, como é o meu caso.

Aqui fica o texto


menina_arco_iris800As crianças Arco-Íris trazem uma tarefa pessoal para executar, e nenhuma tarefa é pior ou melhor do que a outra. Trazme missões distintas para realizar na Terra.

Trazem consigo a energia curativa do arco-íris, de forma a aumentar os níveis de felicidade e bem estar e com isso ajudar a diminuir este estado de stress constante em que vivemos que nos suga toda a nossa energia vital, levando-nos a hábitos menos saudáveis que vão criando mal-estar físico e psicológico e que tem sido uma das grandes causas de sofrimento e depressão nos nossos tempos.

Estas crianças nascem de adultos Cristal, pois são a geração que vem continuar o seu trabalho. São crianças com uma grande sensibilidade, amáveis e com uma grande capacidade de perdoar. São crianças que nunca povoaram a Terra e por isso não necessitam de familiar com problemas e de ambientes de crise para desenvolverem o seu trabalho.

São completamente viradas para o amor incondicional, e ao contrario das Cristal, que sentem que podem apenas demonstrá-lo a quem confiam, elas dão amor a toda a gente, porque vêm curar os nossos males.

Características:

– apresentam uma elevada maturidade para a sua idade biológica;
– a sua aura tem todas as cores;
– têm um grande entusiasmo pela vida;
– gostam de toda a gente, pois amam com todas as cores do seu coração;
– adoram passear ao ar livre;
– gostam de passar largas horas a conversar com Fadas e Anjos
– trazem muita alegria e harmonia ao meio envolvente;
– recuperam-se facilmente de estados emocionais negativos;
– Conseguem ler as emoções das pessoas;
– São muito criativas;
– São curadoras naturais.
– São filhos de adultos Cristal.
– Não têm medo de ninguém.
– Têm uma vibração energética mais elevada.

reiki_arco_iris_330“Quando a Terra estiver morrendo, há de surgir uma nova tribo de todas as cores e de todos os credos. Esta tribo será chamada de Guerreiros do Arco-Íris e colocará a sua fé em ações e não em palavras” – Profecia dos Nativos Norte-Americanos Hopi

Tal como os Indigo e os Cristal, estas crianças vêm para nos abrir para uma nova dimensão, uma dimensão de cura para os nossos males. Vêm para nos relembrar de valores como:

– o amor ao próximo;
– compaixão
– amor incondicional.

Vêm ajudar-nos a romper as amarras que criámos de dependência do ego, do material…

Cabe aos adultos ajudá-las a orientar esse seu poder. Elas são a nossa esperança para a libertação de um eterno mundo em crise, oprimi-las só fará aumentar este estado em que nos encontramos. Não aceitar esta ajuda é querer ficar eternamente na luta diária pela a evolução espiritual e não conseguir visualizar as respostas e não sair desse compasso.

Conselho para Pais e Educadores:

– É importante começar a ouvir o que as nossas crianças nos têm para ensinar. Como pais, regra geral cometemos o erro de achar que sabemos sempre tudo e de não deixar que os nossos filhos nos mantenham atentos à mudança!
– É importante não lhes incutir velhos padrões de ensino, isso só as vai limitar, oprimir e dar-lhes limitações imaginárias, que não são mais do que velhos conceitos de educação obsoletos.
– Mantenham vivos os valores de família, de ajuda, de comunhão. Assim poderão seguir o seu caminho de construtoras de grandes valores humanitários.

Cabe-nos a nós adultos se escolhemos ignorá-lo e continuarmos o nosso caminho, ou se paramos e ouvimos o que as nossas crianças estão dizendo, mostrando e fazendo.

Muita Luz

Sara Aisha


Já agora deixo um vídeo do Peter Murphy, o qual também me diz respeito. Fala sobre as crianças e adultos Indigo.

Crianças Diamante – a criança invisível

De quando em vez, partilho algo diferente, e bonito, aqui no meu blog.

Desta vez vou partilhar um texto muito bonito, que encontrei há pouco.

O universo das Crianças e Adultos Indigo e Cristal, e das crianças Diamante e Arco-Íris, fascina-me bastante, também porque diz respeito a mim próprio.

Aqui fica o texto!


wishesappAmigos, e continuando nesta nossa caminhada de conhecer as crianças, indígo, cristal, as arco-íris, os nossos passos levam-nos agora à casa das crianças Diamante, que ao contrário das outras que já falámos, não trazem uma missão de mudança e será uma criança que pouco chamará a atenção para ela.

Uma Criança Diamante vai aparecer na sua vida quando você mais precisa delas, em outras palavras, quando você precisa da Luz Divina, então elas desaparecem tão rápido quanto apareceram. Elas terão uma vida longa e sem complicações.

Assim começamos a questionar-nos qual o motivo da sua vinda à Terra. Afinal porque cá estão?

Bom, o Diamante é um condutor de energia e luz (acho que já começamos a ter uma pista), e ao contrário do Cristal que é mais frágil, o diamante é uma pedra preciosa mais dura, mais forte, mais resistente. E também das mais dificieis de destruir e não se vem na escuridão.

Então as crianças Diamante são assim, permanecem no anonimato em situações que a luz não entra, em que não há paz e harmonia, mas quando elas começam a canalizar a sua energia e sua luz é pura e a mais brilhante na Terra.

Elas incorporam inteiramente a Luz Divina. Elas estarão confortáveis com a comunicação telepática, possuirão poder de materialização e telecinese. Elas nunca experimentaram a densidade da Terra e não tem o conceito de raiva, ódio, medo, cobiça e separação. Elas não são familiarizadas com os dramas dos relacionamentos humanos. As crianças diamante não conseguem cooperar com a dor, o sofrimento e o drama das energias da Velha Terra. Elas vão se atrair pelas frequências mais altas do Puro Amor Divino e da Pura Luz. Nós começaremos a descobrir mais sobre estas crianças no futuro.

Muitas delas têm um diagnóstico errado sendo tomadas como autistas. E têm dificuldade em estar em locais com muita gente e com muita densidade.
Características:
– São frequentemente excelente alunas;
– São talentosas em qualquer assunto, tarefa ou hobby e conseguem terminar tudo pois não se distraem, a sua energia consegue dividir-se por muitas coisas em simultâneo.
– São aprendizes muito ávidos, e a sua vontade de saber não é para saberem ou serem melhores com os outros, é porque existe uma vontade genuína em aprender.
– Frequentemente mas não sempre nascem em famílias e situações muito difíceis, mas estas crianças passarão por estes eventos sem serem afetadas pelo drama. Nada mau! Por alguma razão são tão resistentes!
– Não se tornam viciadas em substâncias nem se tornam abusivas ou depressivas ou param de viver a sua vida de maneira plena por conta da sua má sorte. Muito raramente uma delas vai cair ao longo do caminho e procurar o caminho da destruição para ver como é. Mesmo assim, após anos de sofrimento e dor, elas reemergirão tão brilhantes como sempre.
– As Crianças Diamante sabem que estão certas 99% (ao contrário de muita gente que acha que te sempre razão como ferramenta para simular a insegurança) do tempo sobre todas as coisas. Frequentemente parecem arrogantes para os outros porque elas nem tentam discutir sobre o seu ponto de vista. Elas vão apenas concordar acenando a cabeça e sorrir para o seu argumento e então quando você menos espera, vão lentamente ensinar a você o ponto de vista oposto. Complicado de lidar com elas não é! Temos muita dificuldade em acatar informações de outros e as pessoas inteligentes regra geral assustam um pouco. Não há que ter medo, há que aproveitar esta dádiva!
– Por vezes entram em discussões simplesmente para ganhar. Elas fazem isto por diversão e sempre vencem. Não importa em que lado da discussão elas estejam, elas não se importam com isto na verdade, elas vão provar que o seu lado está errado. É porque elas enxergam o quadro em sua totalidade. Elas enxergam sempre os dois lados de qualquer questão e não julgam.
– As Crianças Diamante fogem da liderança. Isto acontece porque, diferentemente das Crianças Índigo ou Arco-íris, elas não vieram com cores pré-definidas e o conceito de “grupo” que nós temos aqui na Terra é ofensivo para eles. O grupo, afinal de contas, significa a mentalidade “nós x eles” assim como concordar com uma realidade que exclui outras realidades.
De onde vêm?
Bom, vêm de todos os lugares e de lugar nenhum e não se identificam com nenhum planeta, realidade ou universo.
Como lidar com elas:

ENFANT_23_FEVRIER09_BY_TINASe você suspeita que seu filho é uma Criança Diamante, o melhor que você pode fazer por ele é estreitar o seu campo de interesses e encorajar a criança a ficar com apenas um ou dois assuntos. Um criativo, como arte ou música, outro intelectual, como ciência ou letras. Será uma tarefa difícil, mas isto vai ajudá-las a sobreviver na Terra e se tornarem independentes, sendo melhor do que leva-las a fazer dez atividades por semana… as quais elas vão querer muito fazer.

Prefira uma dieta livre de aditivos, faça uma dieta pura e fresca e tenha certeza de dar-lhes bastante água. Elas cuidarão do resto. Crianças Diamante precisam de pouca manutenção.
As crianças diamante tem muita sensibilidade em relação à dieta, organicamente são mais do tipo “que se alimentam de prana” e não é normal comer através da bocas como nós fazemos. Elas tem vários problemas digestivos, de absorção ou drenagem etc… acham difícil processar alimentos e as energias da terceira dimensão em geral, negatividade é como veneno para eles. Elas precisam de ar puro para respirar e água pura para beber. Elas possuem a sabedoria do Universo Perfeito.

Elas são extremamente poderosas. Se elas querem, elas podem fazer você obedecer as suas ordens, podem mudar o clima, podem modificar a vibração de um local inteiro. Elas podem se manifestar com facilidade e buscarão uma solução, ou resposta para qualquer problema. Quando uma pessoa se torna consciente do poder da Criança Diamante, a pessoa fica com medo e talvez pense que é errado alguém ter tanto poder. No entanto, é muito raro de fato para uma Criança Diamante usar seus poderes. Elas tem uma resistência muito grande para fazê-lo.

Quanto ao seu número, existem poucas encarnadas na Terra no presente, mas seu número vai aumentar ao longo das próximas duas décadas, porém não muito. O poder é tanto que não são necessárias muitas delas em qualquer momento. Você é uma se você, depois de ler este artigo, sente enormemente que “Eu sabia disto”, e então procura outro assunto, que eu espero que seja a Ascensão.

Se você sente uma necessidade muito grande de ser uma Criança Diamante, provavelmente você é uma Criança Arco-Íris… e se sente insultada se você é “um ser inferior”, você definitivamente é uma Criança Arco-Íris.

Muita Luz

Sara Aisha

Fonte: Sara Aisha

CONTEÚDO ANDA Bebê chimpanzé resgatado do comércio de animais abraça sua salvadora

Quando Annelise Bui, voluntária do Corpo da Paz, viu um bebê chimpanzé acorrentado pela cintura ser provocado por uma multidão em um vilarejo na Libéria, na África, ela sabia que tinha que ajudá-lo, mas não foi fácil

“Eles estavam discutindo se deveriam ou não levá-lo para Monrovia, a capital, para vendê-lo como um animal doméstico ou se era mais fácil matá-lo e comê-lo ali”, explicou Jenny Desmond, que fundou a Liberia Chimpanzee Rescue (LCR) com seu marido.

Desesperada, Bui ofereceu dinheiro ao sequestrador do bebê, embora os ativistas geralmente tentem evitar a prática. “Embora seja maravilhoso que Bui tenha sido resgatado, pagar por chimpanzés (ou outros animais selvagens) apenas contribui para o comércio deles”, alertou Desmond.

Ainda assim, o filhote, que recebeu o nome de sua salvadora, estava a caminho de uma nova vida. Com a ajuda da Liberian Forestry Authority, logo foi para a LCR, onde pode viver em paz e em segurança.

Na primeira noite no santuário, ele não fez contato suficiente com os outros animais, o que mostra o quão triste sua vida foi anteriormente. Com pouco mais de um ano, Bui normalmente continuaria com sua mãe na natureza.

“Seus ferimentos da corrente e na sua cabeça e pescoço foram combinadas com seu medo e ele ficou em cativeiro por um bom tempo”, disse Desmond ao The Dodo.

Bui se aninhou na cama com Desmond e seu marido, assim como com Max e Poppy (dois outros chimpanzés resgatados) e a cadela de Desmonds, Princess, que ajuda a criar os bebês chimpanzés.

No momento em que ele acordou, parecia que Bui finalmente tinha percebido que estava seguro e que sua vida foi completamente transformada.

“Os chimpanzés são incrivelmente resilientes. Eles nunca deixam de me surpreender com sua capacidade de se recuperar do horrível trauma de perderem suas mães e membros familiares e serem feitos reféns e provocados, acorrentados, amarrados ou confinados como brinquedos. O motivo pelo qual eles escolhem confiar em nós depois de tudo isso me deixa perplexa”, continuou Desmond.

Bui terá uma casa durante o resto da vida no santuário, onde Desmonds e sua cuidadora, Annie Garpue, irão ajudá-lo a crescer e se fortalecer. “Ele poderá brincar no exterior, balançar, comer, dormir pacificamente”, disse Desmond.

Porém, ela espera pelo dia em que o santuário será fechado para sempre porque não será mais necessário.

“Trabalharemos com as autoridades da vida selvagem da Libéria para combater o comércio da carne de caça e de animais domésticos, mas nosso sucesso ocorrerá quando o número de chimpanzés encontrados, registrados, salvos e mortos reduzir significativamente. É preciso tempo, mas com compromisso e apoio, sonhamos em sair do nosso trabalho um dia”, concluiu.

Fonte: ANDA

CONTEÚDO ANDA Raposas e visons praticam canibalismo para tentar sobreviver em fazenda de pele

Fotos chocantes revelam as terríveis condições dentro de uma fazenda de pele russa apelidada de “Auschwitz para os animais”, onde visons e raposas famintos têm recorrido ao canibalismo para sobreviver

Cerca de 2500 visons morreram devido à “fome e à mal nutrição” na fazenda de Pryazhinskoye, na Karelia, no Norte do país, uma região favorecida por Vladimir Putin durante as férias de verão, segundo a equipe que trabalha na área.

Vison faminto implora por comida

Os visons e as raposas são criados e mortos para a produção de chapéus e casacos de inverno, mas, com a crise de financeira, eles recebem apenas uma fração dos alimentos de que necessitam para sobreviver.

Desde 1º de Outubro, em torno de 2500 visons faleceram. Alguns registros dizem que 1500 morreram em três dias e que há casos de sobreviventes que comiam os cadáveres.

Os 10 mil visons e 2700 raposas restantes devem ser assassinados em Novembro. Porém, agora suas condições são consideradas muito precárias para a produção de peles de boa qualidade e não está claro o que ocorrerá na fazenda.

“Os visons vivem em pares aqui. Se um deles morrer, o outro o come. As raposas também estão comendo as outras”, disse um funcionário da propriedade.

Cerca de 100 funcionários se demitiram porque seus salários não foram pagos. Imagens perturbadoras mostram visons muito magros, assim como pilhas de cadáveres, o que fez o local ser chamado de “Auschwitz para animais” nas mídias sociais, revela o Daily Mail.

Raposa desnutrida

Raposas enlouquecidas e que enfrentam um enorme sofrimento saltam repetidamente em suas minúsculas gaiolas. Os promotores locais ordenaram que veterinários inspecionem a fazenda, que é registrada como uma propriedade pertencente principalmente ao empresário estônio Aivo Hallist.

De acordo com a imprensa russa, Hallist disse que só soube sobre a crise crescente na semana anterior. No dia 28 de Setembro, foi informado que ele se comprometeu a pagar os funcionários nas duas semanas seguintes. A equipe diz isso não ocorreu e muitos desistiram desde então.

O ministro regional da agricultura, Vladimir Labinov, compareceu ao local depois que histórias chocantes foram divulgadas pelos meios de comunicação russos. Os registros de alimentação mostrados a ele evidenciaram que, em quatro dos 12 dias, os animais não foram alimentados. Nos outros dias, eles receberam pequenas rações.

Cadáver de animal em fazenda

Ainda que as raposas mortas pela indústria da pele devam ser alimentadas com 500 gramas por dia segundo os padrões russos, os animais receberam 56 gramas por refeição.

Labinov confessou que os animais “não estão recebendo alimento suficiente”, mas, em seguida, alegou que “estão em condições satisfatórias”.

Ele negou ter visto quaisquer casos de canibalismo e argumentou que muitas mortes ocorreram devido à falta de vacinas na fazenda desde Maio. Amostras dos animais mortos foram enviadas para serem testadas para doenças animais graves, incluindo o botulismo e a doença de Aleutian que afetam os visons.

Fonte: ANDA

Apenas o link. Não posso ir mais longe, aqui no meu blog!

Logo ao abrir o site da ANDA, deparei-me com uma notícia que me enojou e revoltou profundamente.
Bastou-me o titulo.
Não fui capaz de ler a notícia, de uma aberração, de uma monstruosidade.
E por considerar que se trata de um limite, o qual não posso ultrapassar, não vou partilha-la, aqui no meu blog. Vou partilhar apenas o link.

Aqui fica então o link: ANDA