CONSCIENTIZAÇÃO Primatologista Jane Goodall diz que devemos deixar os animais em paz

“Nosso relacionamento muito próximo com animais silvestres nos mercados ou quando os usamos para entretenimento, desencadeou o terror e a miséria de novos vírus”

“Muitas espécies de animais e plantas foram extintas. E nosso relacionamento muito próximo com animais silvestres nos mercados ou quando os usamos para entretenimento, desencadeou o terror e a miséria de novos vírus. Vírus que existem em animais sem prejudicá-los, mas ganham outras formas para nos infectar com novas doenças como ebola, sars, mers e, agora, o coronavírus.”

Mostremos compaixão pelos animais

E continua: “Temos cérebros incríveis. Somos capazes de amar e ter compaixão uns pelos outros. Também mostremos amor e compaixão pelos animais que estão connosco neste planeta. Vamos todos viver juntos em paz e harmonia.”

A primatologista enfatiza ainda que precisamos entender que todos os animais sentem dor e sofrem da mesma forma que os humanos. Jane Goodall frisa que quando destruímos o habitat de animais silvestres, algo que também está associado ao surgimento de novas doenças que atingem humanos, favorecemos a crise climática. Além disso, considerando inúmeros estudos recentesdocumentários e até mesmo um vídeo produzido pelo Google, não é nenhuma novidade que o desmatamento no mundo hoje tem relação com a agropecuária.

Inclusive um internauta comentou no vídeo no canal do Instituto Jane Goodall que não podemos deixar de estender nossa preocupação a animais como frangos, galinhas, porcos, bovinos, ovinos, caprinos e peixes, entre outros animais reduzidos a produtos.

Vegetariana por respeito aos animais

Em 14 de Janeiro de 2016, Jane Goodall concedeu uma entrevista ao Democracy Now, e disse que assim como não comeria seu cachorro, não seria capaz de comer a carne de outros animais.

“Sou vegetariana porque, você sabe, respeito os animais. Sei que todos eles são indivíduos”, declarou e acrescentou que porcos são animais mais inteligentes do que muitos cães. Jane destacou que vê com estranheza quando alguém diz que não acredita que o mundo está passando por mudanças climáticas em decorrência da displicência humana em relação aos animais e ao meio ambiente.

“Esse vasto impacto está sendo causado pela agropecuária. E a fim de alimentar bilhões e bilhões de bois, vacas, porcos, frangos, galinhas. Mesmo que você não se importe com a crueldade, mesmo que se recuse a admitir que esses indivíduos têm sentimentos, que sentem dor e têm emoções, você tem que admitir que grandes florestas são destruídas para cultivar grãos para alimentá-los. A pecuária está transformando florestas em pasto”, reclamou em entrevista ao Democracy Now.

Para conhecer mais sobre a história de Jane Goodall, clique aqui e/ou aqui.

Fonte: ANDA

O EVENTO: A MUDANÇA COMEÇA AGORA

Caramba; o meu final de tarde, hoje, foi recheado de emoções fortes.
Aqui vai mais; que não poderia deixar de partilhar, aqui também!

Muito Amor, Paz e Luz para sempre!
Mário Amorim


Nota: poderemos ficar 3 dias em escuridão total, muito em breve. 3 dias sem electricidade. Já sabia há muito que isto iria acontecer. Faz parte do grande Evento 2020. É para o bem maior!

«Mesmo em Isolamento Continuam a Torturar Bovinos»

Lê-se a notícia no Blogue Prótouro – Pelos Touros em Liberdade.

«Mesmo em isolamento continuam a torturar bovinos»?

Não é que isto me surpreenda, dado o apetite dos tauricidas pelo macabro, pela crueldade, pela violência, e porque às escondidas do mundo, podem fazê-lo nas arenas privadas dos ganadeiros.

Mas isto será atitude de gente mentalmente sã?

Duvido, mas espero que alguém com racionalidade, ponha termo a mais esta tentativa macabra de torturar Touros, ainda que o País esteja cercado pela Morte.

Isabel A. Ferreira

«No dia 28 de Março terá (teve) lugar o primeiro festival tauromáquico digital uma iniciativa da web tauromafiosa tauronews dizem eles que é para e citamos “animar esta fase com uma ideia original através das redes sociais.” (Prótouro – Pelos Touros em Liberdade)

Prótouro.jpg

«O dito cujo conta com 6 lides de seis tauricidas nas praças de touros das herdades (tentaderos) torturando uma vaca cada um deles.

A tortura e morte é algo que esta gente não prescinde porque é a única coisa que os satisfaz.

Esta gentalha é demente e sem sombra de dúvidas é nociva para um país que se quer culto e evoluído.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Fonte:

https://protouro.wordpress.com/2020/03/26/mesmo-em-isolamento-continuam-a-torturar-bovinos/

 

 

CONSCIENTIZAÇÃO Hamilton pede boicote de zoológicos e circos com animais

Lewis Hamilton: “Agora você sabe como os animais se sentem em um zoológico”

Esta semana, o piloto da Fórmula 1 Lewis Hamilton comparou o isolamento social praticado durante a pandemia de coronavírus com a realidade dos animais submetidos a cativeiro em zoológicos e circos.

Sentindo o que os animais sentem 

“Se você está confinado em casa, talvez possa sentir um pouco do que os animais em cativeiro passam todos os dias, ao terem suas vidas interrompidas”, publicou Hamilton nos Stories do Instagram, além de destacar quatro fotos de um panda em cativeiro.


Pedido foi feito aos seus 14,9 milhões de seguidores no Instagram

“Agora você sabe como os animais se sentem em um zoológico.” Ele pediu aos seus 14,9 milhões de seguidores que boicotem zoológicos e circos com animais.

Não vá a nenhum zoológico

“No futuro, por favor não vá a nenhum zoológico ou circo [com animais] porque é isso que o seu dinheiro financia. #nomorezoos #freedom”, pediu.

Recentemente, Lewis Hamilton viajou até a Austrália para conhecer o trabalho de reabilitação da Wires Wildlife Rescue, que atuou no resgate de animais afetados pelos incêndios que mataram mais de 1,25 bilhão de animais até janeiro deste ano. Ele contribuiu com a entidade doando o equivalente a dois milhões de reais.

Matança de milhões de animais e as guerras

Vale lembrar também que em Fevereiro Lewis Hamilton comparou a matança de milhões de animais para consumo com a guerra. Ele publicou em sua conta no Instagram que vivemos em um mundo onde as pessoas acreditam que a vida de um animal tem menos valor do que a nossa.

Reprodução/Instagram/Lewis Hamilton

“Foi por isso que me tornei vegano, para não apoiar esse comportamento bárbaro e a morte de milhões de animais. Para mim, isso não é diferente do massacre de milhões de pessoas ao longo dos anos durante a guerra. É inaceitável e temos que trabalhar juntos para mudar isso.”

Segundo Hamilton, cada pessoa tem condições de motivar quem está ao seu lado a mudar seus hábitos e, assim por diante, até colocarmos um fim a essa crueldade.

Fonte: ANDA