Mais um artigo! Facebook pode deixar Europa se for proibido de transferir dados aos EUA

Por muitas justificações que o Facebook dê, a verdade é só uma. Os dados pessoais de cada utilizador do Facebook e das restantes aplicações da empresa, estão em posse das agencias policiais americanas, ponto.
Por isso; o facebook pode argumentar como quiser, que não cola.
O Edward Snowden denunciou isso. E essa foi uma das razões, do seu exilio na Rússia!
Por tanto; a configuração de privacidade para os dados pessoais, que o facebook poderá ter, é uma treta. Não passa de uma treta. Porque na realidade, o Facebook transfere a informação pessoal dos seus utilizadores para os Estados Unidos, para o FBI, CIA, NSA.
E isto que está em causa!

Mário Amorim


O Facebook avisou que não deverá atuar na Europa se a DPC (Comissão de Proteção de Dados Irlandesa) proibir o compartilhamento de dados pessoais de cidadãos europeus com os EUA. Como a empresa tem sua sede europeia na Irlanda, cabe ao regulador do país fazer cumprir uma decisão judicial de julho deste ano, que anulou o acordo sobre transferência de dados pessoais entre a União Europeia e os EUA conhecido como “Escudo de Privacidade”. Segundo reportagem do jornal britânico The Guardian, o DPC teria emitido em setembro uma ordem preliminar obrigando a rede social a suspender as transferências de dados para o exterior….

“No caso de [o Facebook] estar sujeito a uma suspensão completa da transferência de dados dos usuários para os EUA, (…) não está claro (…) como, nessas circunstâncias, poderia continuar a fornecer o Facebook e Serviços do Instagram na UE [União Europeia]”, argumentou a diretora de proteção de dados da gigante norte-americana, Yvonne Cunnane, no processo judicial que tramita em Dublin. O Tribunal de Justiça Europeu concluiu, na decisão tomada em julho, que não havia no acordo salvaguardas suficientes contra espionagem das agências de inteligência dos EUA. Considerou, assim, que o pacto não protegeria de forma adequada esses dados, afetando as empresas que operam na União Europe…

Batalha já dura quase uma década A ação judicial é apenas mais um episódio na queda de braço entre o Facebook e a justiça europeia. O veredito do tribunal europeu em julho, que anulou o acordo sobre a transferência de dados entre a União Europeia e os EUA, foi uma vitória para o jurista austríaco Max Schrems, importante defensor da proteção dos dados pessoais. Foi ele que, em 2011, começou a apresentar uma série de denúncias de violações de privacidade contra a gigante de tecnologia norte-americana à DPC. Schrems pedia a interrupção do envio de dados entre a sede europeia do Facebook, na Irlanda, e sua matriz na Califórnia, uma vez que as agências de inteligência americanas, como…

Fonte: BOL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.