MENSAGEM AOS TRABALHADORES DA LUZ

Por Leslie-Anne Menzies

Trabalhadores da Luz – por causa destes momentos é que viemos ao Planeta Terra. Agora é a nossa hora de sustentar a energia do AMOR como nunca antes. Peguem as mãos daqueles que estão lutando.

Um momento tão incrível para se estar presente e testemunhar a Revelação Divina.

É necessário que se abram os corações nessa impressionante transformação de tudo o que já conhecemos em tudo o que sonhamos.

Arcanjo Miguel sempre falou sobre: Paz Eterna, Abundância Infinita e Saúde Perfeita e bem-estar para TODA A HUMANIDADE.

É isso que está agora disponível e nós somos os arquitectos desta Nova Terra.

Unam as mãos e os corações enquanto passam por essa mudança memorável.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Instagram – @blogdecoracaoacoracao
Informações e Agendamentos para Mesa Quântica Estelar – lecocqmuller@gmail.com
Tradução de Ivete Brito – adava@me.com – www.adavai.wordpress.com

LUZ!
STELA

De Coração a Coração

Fonte: A Tribo do Arco-Íris 

BEJA: Protesto Anti-tourada | 14 de Março | 14:00-16:30

Resultado de imagem para Beja praça de touros

No sábado (14/03), haverá uma manifestação pela abolição da tauromaquia em Beja. Decorrerá em frente à praça de touros, em dia de polémica tourada.

Para quem está na zona de Beja ou tem a possibilidade de ir até lá, fica uma ligação para mais informações sobre este importante protesto, organizado pela Eco Roots.
https://www.facebook.com/events/3147493265282815/
Melhores cumprimentos,
Marinhenses Anti-touradas

Tigre-de-bengala, urso e leoa completam 19 anos juntos em santuário na Geórgia (EUA)

O trio foi resgatado em 2001 durante uma operação policial, depois de ser encontrado no porão de uma casa em Atlanta


Tigre-de-bengala, urso e leoa vivem juntos há quase 20 anos.

Com o sugestivo nome “Arca de Noé”, um santuário de animais na Geórgia (EUA) tem três moradores ilustres: Baloo (um urso preto americano), Leo (uma leoa africana) e Shere Khan (um tigre-de-bengala). Três animais que livres na natureza e pertencentes a três diferentes continentes, jamais se encontrariam. Mas como foram vítimas do tráfico de animais selvagens, os três acabaram presos num porão sujo de uma casa em Atlanta, capital da Geórgia, nos EUA. Provavelmente, seriam vendidos a circos ou coleccionadores particulares

O resgate foi feito em 2001 por meio de acção policial. Todos os três estavam com menos de um ano de idade e tinham sido submetidos a diversos abusos e maus-tratos. O porão era um lugar completamente insalubre por isso todos estavam apavorados, desnutridos e carregando parasitas internos e externos.


Os três amigos compartilham a mesma “casa” no Santuário Arca de Noé.

Leo tinha uma ferida infectada no nariz causada por confinamento em uma pequena caixa. Baloo usava uma espécie de armadura que já estava encravando em seu corpo à medida que ele crescia e não era afrouxada. Como os ferimentos eram muito graves e os três amigos ainda muito jovens, não puderam ser devolvidos à natureza e permaneceram no santuário, compartilhando os alojamentos.

Recentemente a Arca de Noé publicou fotos dos “três improváveis amigos” para lembrar que eles já estão há quase duas décadas juntos vivendo em perfeita harmonia. Eles comem, brincam e dormem juntos, confortam um ao outro e até se beijam.


Na natureza os três animais não se encontrariam e muito mesmo seriam amigos, mas já convivem em harmonia há quase 20 anos.

Allison Hedgecoth, responsável pela Arca de Noé, afirma que o tempo não mudou a dinâmica da amizade e que “os três ainda são igualmente afectuosos um com o outro”, segundo portal “Healthy Food House”. Shere Khan, por exemplo, sempre foi travesso e, embora esteja ficando mais velho, isso não o mudou nem um pouco”, acrescentouO Santuário de Animais Arca de Noé possui um programa de reabilitação da vida selvagem e cuida de mais de 1.500 animais de várias espécies.

Fonte: ANDA

FINAL FELIZ Elefanta resgatada no Quénia é vista liderando manada

Yatta era apenas um bebê quando encontrada ao lado do corpo de sua mãe. Passados 20 anos, Yatta se recuperou por completo e agora os activistas comemoram que esteja liderando um grupo com outros filhotes que cresceram com ela


A ONG Sheldrick Wildlife Trust resgata elefantes orfãos no Quénia.

ONG Sheldrick Wildlife Trust atua há 42 anos no Quénia e está divulgando um vídeo onde a elefanta Yatta aparece liderando um grupo. O flagrante é motivo de alegria para a ONG que há 20 anos encontrou um bebê elefante no Parque Nacional Tsavo Fast. A pequena Yatta estava ao lado do corpo da mãe morta por caçadores em busca de marfim.

“Yatta foi criada no nosso berçário, mas voltou para o Parque Tsavo em 2001, onde agora caminha junto com a velha amiga do berçário Kinna e seus filhotes. Conhecida por uma personalidade confiante e gentil, Yatta está bem posicionada para liderar este grupo de órfãos que passaram com sucesso para uma vida selvagem. Ela tem instintos maternos profundos e actua como uma amiga muito amada e tutora para seus amigos mais novos. Ela própria já teve dois filhotes nascidos em estado selvagem”, comenta a ONG em seu site.

Durante muito tempo, Yatta preocupou os veterinários porque tinha fraqueza, articulações rígidas e, às vezes, colapso total caindo no chão.  Medicações também lhe causaram efeito colateral fazendo surgir um enorme abcesso duro de um lado do rosto. Com o tempo, o abcesso amoleceu, estourou e a ferida cicatrizou. Ela cresceu junto com outras elefantas órfãs, Kinna e Mukwaju, e desde então prosperou.

A ONG trabalha em todo o Quénia com Projectos que incluem combate à caça furtiva, protecção segura do ambiente natural, aprimoramento da conscientização da comunidade, tratamento de questões de bem-estar animal, assistência veterinária a animais carentes, resgate e criação manual de órfãos de elefantes e rinocerontes.

Veja o vídeo que emocionou a ONG com Yatta conduzindo um grupo de elefantes:

Fonte: ANDA