RISCO DE EXTINÇÃO População de coalas diminuiu em dois terços em 20 anos, diz novo relatório

Incêndios florestais mataram cerca de 5 mil coalas em Nova Gales do Sul (NSW), na Austrália


População de coalas declinou muito nos últimos anos.

Um novo relatório aponta a situação dos coalas, animais nativos da Austrália, foi de mal a pior nos últimos anos se agravando ainda mais nos incêndios de grandes proporções entre 2019 e começo de 2020. Cerca de 5 mil coalas no estado de Nova Gales do Sul (NSW) podem ter morrido nos incêndios e seu número caído em até dois terços em menos de 20 anos.

O resultado preocupa grupos conservacionistas da vida selvagem que exigem que o governo faça uma declaração emergencial de espécies ameaçadas de extinção para os coalas, numa tentativa de oferecer protecção oficial e garantir a plena recuperação dos animais sobreviventes, bem como de seus habitats.

O estudo focou o declínio das populações de coalas ao longo de três gerações – cerca de 18 anos – e incluiu o efeito dos incêndios de 1 de Outubro de 2019 a 10 de Janeiro de 2020. As perdas foram estimadas entre 29% e 67%, com análises adicionais a serem concluídas, abrangendo os incêndios até 10 de Fevereiro.

A pesquisa descobriu que em 2012 havia cerca de 54.284 coalas em NSW. Antes dos incêndios, três gerações de coalas caíram cerca de 20%. Foram analisados mais de 100 incêndios, incluindo várias áreas conhecidas como de “grande significância regional para os coalas”.

O relatório, encomendado pelo grupo internacional “Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal”, analisou como os incêndios em sete regiões afectaram os coalas que já estavam em declínio devido à destruição de habitats, mudanças climáticas e secas. Josey Sharrad, ativista do Fundo, disse que o estado de NSW está enfrentando uma “emergência de coalas”.

O Dr. Stephen Philips, principal pesquisador e ecologista de coalas da consultoria ambiental Biolink, que compilou o relatório, disse ao The Guardian: “É uma perda espetacular em termos de critérios de conservação. A situação não vai melhorar. Vai piorar. Para os coalas, a ameaça de extinção [no NSW] se torna elevada porque eles não conseguem aumentar sua população antes do próximo evento de incêndio”.

Fonte: A