Repúdio | Garraiada

Monumental Garraiada | às portas do Porto (!?)

A 74ª Feira Anual da Trofa acontecerá já no próximo fim-de-semana. A Junta de Freguesia de Bougado organiza aquela que é – dizem eles – a “maior feira agro-pecuária do norte do país”.

Ora, o primeiro dia, sexta-feira, é o “Dia dedicado às crianças do concelho da Trofa”. E, nem de propósito, às 22h30, mais uma “Monumental Garraiada” – e com financiamento público!


Uma garraiada?!

Na Trofa, às portas do Porto, o trunfo da ruralidade fica adiado, outra vez.

Desenvolvimento sustentável, urge!


———————————————————————-
proposta de mail-alerta ou envie outro texto
———————————————————————-

— organização: Junta de Freguesia de Bougado
— apoio: Câmara Municipal da Trofa

— destinatários: geral@jfbougado-trofa.pt; geral@mun-trofa.pt; sergio.humberto@mun-trofa.pt
— assunto: Repúdio | Garraiada

————————————

Exmo Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Bougado, Luís Paulo Sousa,
Exmo Sr. Presidente da Câmara Municipal da Trofa, Sérgio Humberto,

Venho por este meio manifestar o meu total repúdio pela realização da garraiada que terá lugar na próxima sexta-feira. Esta tem lugar naquele que supostamente seria o dia dedicado às crianças. É sabido que as crianças se modelam pelos adultos e, como tal, devem ser os adultos a dar o exemplo e a tomarem atitudes de coragem para acabarem com práticas de violência que, tal como sabemos, hoje, afectam psicologicamente o desenvolvimento da criança e respectivo código de valores intrínseco – e que, no futuro, irão afectar o seu código de Ética.

O modo como tratamos os animais e como os perspectivamos denota o nosso grau de evolução. Este tipo de eventos em nada dignifica um concelho como a Trofa, nem o norte do país.

É ainda lamentável que esta garraiada seja organizada e paga também com dinheiros públicos.

Melhores cumprimentos,

(nome)
Fonte: Marinhenses Anti-touradas

 

Aeroporto do Montijo: a insensatez de António Costa apela ao “bom senso” antes de reunião com autarquias

O primeiro-ministro fez hoje(ontem) um apelo ao “bom senso” no conflito entre o Governo e as autarquias da região de Lisboa e Setúbal, que se opõem à construção do novo aeroporto do Montijo, e com quem irá reunir-se amanhã(hoje).

Senhor primeiro-ministro, BOM SENSO é acatar os inúmeros pareceres desfavoráveis à construção do aeroporto no Montijo.

Quando os pareceres desfavoráveis superam os favoráveis, há que parar tudo.

É a isso que se chama BOM SENSO.

Mas para o primeiro-ministro de Portugal o prioritário é zelar pelos interesses económicos de uns poucos, desprezando os pareceres da maioria. E a isso chama-se INSENSATEZ e  PREPOTÊNCIA.

  1. Fonte: Arco de Almedina