Albufeira Anti-Tourada (Reportagem)

É uma vergonha que na Assembleia da Republica
PS
PSD
CDS/PP
e PCP,
continuem unidos, para ainda existir uma prática barbara, uma prática de tortura, de violência, de assassinato, em Portugal.
Uma prática que leva para os quatro cantos do mundo, a imagem de um país, que convive com o maltrato a outros seres sencientes, para divertimento publico.
Uma prática que leva os sangue, a dor, o sofrimento, do touro e do cavalo, para os quatro cantos do mundo e que mancha a imagem de Portugal!

Mário Jorge


“Em Albufeira fazemos apelo à manifestação contra as touradas por causa do maltrato exercido sobre touros e cavalos, animais sencientes, conscientes, inteligentes, que experimentam sensações, emoções e sentimentos semelhantes às nossas, seres humanos. Qualquer pessoa relativamente bem informada, consciente e sensível, sabe que tourada implica enorme sofrimento para touros e cavalos. Indigna pessoas conscientes e compassivas, tem impactos sociais negativos e também na reputação de portugueses e de Portugal. Por isso, a tourada deve ser abolida! Trata-se de se decidir pelo senso comum, pela ciência e pela ética e de repudiar uma tradição cruel. A praça de touros de Albufeira é a que organiza o maior número de touradas em Portugal, espectáculos de tortura para atrair turistas usando, sem escrúpulos, de PUBLICIDADE ENGANOSA (mentindo: “que se trata de uma brincadeira com animais, que não são mortos e que é uma tradição cultural famosa dos portugueses, etc”). Na realidade, os touros são abatidos só 3 dias depois, tendo sofrido este tempo por exaustão, prostração, acidose, febre e dores, tudo causado pela corrida e pelas feridas profundas das bandarilhas. São bastantes as empresas ligadas ao turismo que são cúmplices do lobby tauromáquico na atracção de espectadores, na venda de bilhetes e na obtenção de lucros à custa de sofrimento psicológico e físico, de ferimento, de sangue, de exaustão seguidos da morte de animais inocentes. Constitui isto um péssimo cartaz publicitário e uma vergonha para Albufeira, para o Algarve e para Portugal. As touradas em Albufeira sucedem-se todas as semanas durante a “saison”. Aliás, cúmplices do lobby tauromáquico são algumas agências de turismo nacionais e no estrangeiro, hotéis e pessoal e entidades oficiais. Dos 308 concelhos deste país, só 40 se declaram adeptos da tauromaquia., portanto nem 1/7 do total!. O protesto público, manifestação, demonstração, é muito eficaz para despertar consciências, informar, provocar reflexão e ajudar à evolução. Abolicionistas têm sido, também, muitos estrangeiros, que residem ou visitam Portugal e que demonstram o seu repúdio pela tortura tauromáquica. Se não conseguir convencer de imediato ignorantes ou empedernidos, aficionados e outros, talvez os faça pensar e demonstra ali a quem passa e aos MEDIA, ao país e ao mundo, que se está contra esta tortura. Contribuem e muito para o despertar de consciências e para a evolução de mentalidades. Pelo protesto contribuímos para que os estrangeiros que ali estão por curiosidade e por engano melhor se mentalizem sobre a crueldade e a vergonha do “espectáculo”. ” Vasco Reis”

Anúncios