CONTEÚDO ANDA Hipopótamos ameaçados são covardemente assassinados em zona turística

Pelo menos 27 hipopótamos foram mortos em uma zona turística no Oeste do Níger, na África Ocidental, por moradores que os responsabilizaram pela “destruição de plantações e por prejudicar vacas e bois”, disseram as autoridades locais

“O massacre foi iniciado em março e, em seguida, assumiu proporções dramáticas, principalmente em assentamentos insulares no rio Níger”, declarou o vice-presidente da região de Ayorou, Jando Rhichi Algaher.

Hipopótamo

Um grande número de hipopótamos e várias espécies de aves chegaram a Ayorou, a cerca de 200 quilômetros da capital Niamey, um local popular entre os turistas.

“As patrulhas das tropas auxiliaram na redução de assassinatos”, disse Algaher.

“Os moradores locais mataram um grande número de hipopótamos, embora esta espécie seja protegida”, explicou o ministro do Meio Ambiente, Almoustapha Garba, na rádio estatal.

“Urgimos que as pessoas locais não infrinjam a lei”, acrescentou Garba.

O clima é de tensão em Ayorou após a prisão de cerca de 10 pessoas suspeitas de matar um hipopótamo. Alguns dos suspeitos foram libertados, segundo Algaher.

Em Maio, os chefes tribais locais emitiram avisos sobre hipopótamos, alegando que eles estavam “devastando plantações e ameaçando barcos no rio Níger”, mostrou a reportagem do Daily Mail.

Esses assassinatos são mais uma evidência da crueldade e ignorância humanas. Mais uma vez, animais inocentes são mortos covardemente por pessoas completamente desprovidas de compaixão.

Fonte: ANDA

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s