CONTEÚDO ANDA Rússia explora baleias doentes em treinamento militar

A Rússia planeja explorar baleias brancas para proteger suas bases navais e até mesmo matar intrusos.

https://www.anda.jor.br/wp-content/uploads/2017/06/bra.jpg

Uma reportagem da emissora de televisão TV Zvezda, propriedade do Ministério da Defesa da Rússia, mostrou que os mamíferos marinhos também têm sido forçados a “auxiliar mergulhadores de águas profundas”.

O crescente interesse pelo abuso de baleias para atividades militares ocorre quando o presidente Vladimir Putin tenta aumentar a presença do Kremlin no Ártico.

“Trata-se principalmente sobre baleias brancas com sonares altamente sensíveis”, afirmou a reportagem, acrescentando vergonhosamente que o desempenho das baleias nas tarefas militares não era “tão confiável quanto o de focas”.

O plano era que as baleias brancas trabalhassem nas entradas das bases navais. “Mas (elas) se mostraram animais muito delicados – ficaram doentes depois de nadar nessas águas polares frias”, completou a TV Zvezda, em uma declaração inacreditável.

Nesse cenário extremamente grave, focas e golfinhos foram treinados para fins militares durante a Guerra Fria por inimigos dos EUA e da Rússia, revelou a reportagem do Daily Mail.

As focas são consideradas “mais eficazes” em comparação com as baleias, já que a Rússia constrói sua força naval no Ártico, de acordo com o The Siberian Times.

“Mesmo após um intervalo de treinamento de um ano, a foca manterá todos os comandos orais em sua memória”, disse o veículo.

https://www.anda.jor.br/wp-content/uploads/2017/06/bra2.jpg

Um programa financiado pela Academia Russa de Ciências financiou a realização de uma pesquisa em focas de diversas espécies e em golfinhos.

Segundo a Zvezda, os animais foram forçados a localizar minas e erguer objetos de águas profundas na pesquisa feita no Murmansk Sea Biology Research Institute.

Foi reportado que as focas Erignathus são consideradas “combatentes subaquáticos de forças especiais” nas condições do norte da Rússia.

Um contrato aberto mostra que o Ministério da Defesa comprou, em 2016, cinco golfinhos com nariz de garrafa com idades que variam de três a cinco anos.

Os EUA são conhecidos por explorar animais marinhos para procurar pessoas desaparecidas no mar, localizar minas e encontrar e levantar objetos do fundo dos oceanos.

Putin reabriu antigas bases militares soviéticas no Ártico e quer ter o direito de explorar recursos energéticos na região polar.

Fonte: ANDA

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s